Possibilitar que alunos e professores da rede pública estadual tenham acesso a uma internet de qualidade para realizar atividades acadêmicas, auxiliar nos estudos e se informar durante os intervalos das aulas. Esse é o objetivo do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), ao desenvolver o projeto ‘Internet nas Escolas’, que é responsável por levar banda larga de 100Mb para, inicialmente, 10 unidades de ensino em diversos bairros da capital. 
O programa foi elaborado em parceria com a Secretaria da Educação do Estado, a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a Rede Metropolitana de Salvador (Remessa). A expectativa é que o número de escolas contempladas seja ampliado até chegar à totalidade.
As unidades beneficiadas são indicadas pela Secretaria de Educação, que também é a responsável por implementar o sistema de Wifi para que os estudantes possam utilizar o recurso em seus celulares e outros aparelhos eletrônicos. As escolas que estão passando pela fase ‘piloto’ do programa, ou seja, de análise de resultados, são todas de grande porte e possuem pelo menos 2 mil alunos. 
A secretária da Secti, Adélia Pinheiro, ressalta a importância desta ação integrada com a Secretaria da Educação. “É um projeto que repercute na educação básica, qualificando ainda mais a experiência formativa de jovens e professores através de internet de alta capacidade nas escolas”, destaca.
Já o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues, comemora a interação entre ciência, tecnologia, inovação e educação, listando benefícios da internet nas escolas, como o aprofundamento das pesquisas e a qualidade de transmissão das aulas. “Teremos a capacidade de uma internet de alta velocidade nos ajudando na qualidade de uma aula a distância e a possibilidade de ampliar e a aperfeiçoar a formação de professores. Os trabalhos administrativos também serão agilizados e qualificados. Temos a expectativa de fortalecer os nossos instrumentos e as nossas ferramentas de ampliação dos indicadores e da rede estadual de educação”.
A Prodeb é responsável por fornecer a internet por meio de fibra ótica do sistema conhecido como IDB, a Infovia Digital da Bahia, que foi toda instalada pela Secti. O mesmo sistema é responsável por levar internet para outros 550 pontos de Salvador, como órgãos públicos, delegacias e postos de saúde. Já a Remessa, que cuida da rede metropolitana local e faz parte da RNP, é a responsável pelas partes técnicas do fornecimento do serviço.
A expectativa é que o número aumente para 74 escolas após a fase de testes constatar os resultados positivos. Posteriormente, o intuito é fornecer esta velocidade de conexão para as 230 escolas existentes em Salvador. Os colégios estaduais que já estão conectados pelo sinal de internet são: Presidente Costa e Silva, Governador Roberto Santos, Duque de Caxias, Anísio Teixeira, Edvaldo Brandão Correia, Eduardo Bahiana, Vale dos Lagos, Professora Noemia Rego, Deputado Manoel Novaes e Nelson Mandela.