O governador Rui Costa se reuniu, na manhã desta segunda-feira (16), com os secretários de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e da Casa Civil, Bruno Dauster, e representantes das empresas chinesas que formam o consórcio da Ponte Salvador-Itaparica. O foco do encontro, realizado na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), foi o desenvolvimento empresarial promovido pela ponte, tanto na Ilha de Itaparica quanto nos municípios vizinhos. O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão, também esteve presente. 
Atraídos pela ponte, projetos em diversos setores devem alavancar a economia na região e favorecer todo o estado. “A ponte é um projeto de desenvolvimento para a Bahia e que vai trazer um grande desenvolvimento urbano para a Ilha de Itaparica, Recôncavo Sul e todo o Baixo Sul. Nesse sentido, falamos dos projetos que o Governo do Estado tem para a implantação de Cidades Inteligentes, de áreas de turismo, do uso mais intensivo do Aeroporto de Valença, de um polo industrial na região de São Roque e de todas as atividades que estão sendo pensadas. Nós os convidamos [os chineses] para serem investidores no futuro em todos esses projetos”, explicou Bruno Dauster.
O leilão para construção da ponte Salvador-Ilha de Itaparica, ocorrido na última sexta (13), na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo, definiu como vencedor o Consórcio Ponte Salvador-Itaparica, formado pela China Railway 20 Bureau Group Corporation (CR20); CCCC South America Regional Company S.Á.R.L (CCCC South America) e China Communications Construction Company Limited (CCCCLTD). Juntas, as três empresas terão um ano para elaborar o projeto e outros quatro anos para construir o equipamento.
Repórter: Lina Magalí