Uma noite dedicada aos grandes sucessos do reggae baiano foi o que se viu neste sábado (14), no palco da Concha Acústica do Teatro Alves (TCA), em Salvador. Na terceira edição deste ano, o projeto Concha Negra contou com a apresentação do cantor Sine Calmon e a Banda Morrão Fumegante, que foram acompanhados por diversos convidados. 
O público teve a oportunidade de curtir o ‘Show Retrô’, preparado especialmente para esta noite. “É muito significativo ter um projeto para esta nossa gente, já que a Bahia é um celeiro da cultura negra. É importante registrar que essa é uma ação muito bem pensada do Governo do Estado e que tem uma repercussão muito positiva dentro e fora da Bahia”, afirmou Sine Calmon. 
O Concha Negra é uma ação do Governo da Bahia que pretende fomentar a diversidade cultural do estado, além de garantir espaço para a música afro-baiana na programação mensal da Concha Acústica do Complexo do TCA. 
Entre os convidados da noite, o músico Edy Vox revelou a alegria de estar no palco da Concha. “É um prazer participar da Concha Negra e estar aqui como convidado de Sine Calmon. Além disso, é sempre uma oportunidade para fazer música que as ruas ouvem e que trata da realidade do povo negro da nossa cidade. É um dia para festejar”. 
As próximas edições do Concha Negra terão apresentações com Olodum (11 de janeiro), Baco Exu do Blues (18 de janeiro), Lazzo Matumbi (25 de janeiro), Ópera dos Terreiros (1º de fevereiro), Margareth Menezes, Afrocidade e Luedji Luna (8 de fevereiro) e Panteras Negras (15 de fevereiro).
Os ingressos custam R$ 40 e R$ 20. A venda é realizada na bilheteria do TCA, nos SACs dos shoppings Barra e Bela Vista ou pelos canais da Ingresso Rápido.
Repórter: Jairo Gonçalves