O público visitante da 10ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, maior evento da agricultura familiar do país, que começa neste sábado (23) e segue até 1º de dezembro, no Parque de Exposições de Salvador, terá a oportunidade de conhecer experiências apresentadas no Balcão Científico Tecnológico. O evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), ocorre durante a 32ª Fenagro.
No Balcão Científico Tecnológico, composto por 13 estandes, serão apresentadas 76 experiências desenvolvidas por agricultores experimentadores, extensionistas e estudantes, pesquisadores e professores de instituições da educação profissional, Escolas Famílias Agrícolas (EFAs), todas as universidades públicas da Bahia e de universidades privadas e institutos federais, e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). 
O objetivo é mostrar equipamentos, experimentos e tecnologias sociais, além de pesquisas, cursos e ações de extensão, que contribuem com a produção, beneficiamento de produtos, assistência técnica e extensão rural (Ater) e a comercialização dos produtos da agricultura familiar e desenvolvimento rural, desenvolvidos por instituições de ensino, pesquisa e extensão da Bahia. 
De acordo com o coordenador executivo da Cepex, José Augusto Tosato, a programação tecnocientífica vinculada à Feira da Agricultura Familiar completa os objetivos desse grande evento. “O balcão procura demonstrar o quanto os agricultores experimentadores, pesquisadores, extensionistas e professores estão contribuindo com os resultados da socioeconomia da agricultura familiar, povos e comunidades tradicionais”.
Essa edição consolida as parcerias entre SDR/Cepex, Secretaria da Educação do Estado institutos de ensino e universidades. “Eles precisam estar sempre próximos aos sistemas produtivos sustentáveis e solidários da agricultura familiar, combinando a tecnociência formal com os conhecimentos tradicionais e experimentais”, completou Tosato.
Entre os projetos apresentados estão o de Fruticultura de Sequeiro, desenvolvido com o apoio do Governo do Estado, via SDR, na Escola Família Agrícola (EFA) de Sobradinho; o Dessanilizador Artificial, do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Gestão e Negócios Norte Baiano e a Minifábrica Escola de Chocolate, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Baixo Sul, e muitos outros. 
Entre os expositores estão o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (Ifbaiano), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Universidade Federal da Bahia (Ufba), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Escola Família Agrícola (EFA), Fundação de Apoio à Agricultura Familiar do Semiárido da Bahia (Fatres), Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa), e Superintendência de Educação Profissional e Tecnológica (Suprot) da Secretaria da Educação do Estado. 

Fonte: Ascom/SDR