Como parte das comemorações do Novembro Negro, a Casa de Cultura de Mutuípe promove o evento Multi Cor com exibição do curta-metragem Dúdú e o Lápis Cor da Pele, seguida de uma roda de conversa sobre racismo que contará com as participações da professora e artista Ivana Lúcia, da estudante e poetisa Mariana Ferreira, da assistente social do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), Érica Santos, e da professora substituta do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), Cheirla Souza. Para encerrar a atividade, acontecerá show da Banda Som de Buteco, com repertório especial composto por canções de compositores negros. O evento acontece neste sábado (23), a partir das 19h, com acesso gratuito.

Com direção de Miguel Rodrigues e roteiro de Cleber Marques, o curta-metragem conta a história de Dudu, um garoto negro, inteligente e imaginativo, estudante de um colégio particular da classe média de São Paulo. Durante uma aula de educação artística, sua professora, Sônia, diz a ele que utilize o que ela chama de “lápis cor da pele” para pintar um desenho. A frase desperta em Dudu uma crise de identidade. Com toda a inocência de uma criança da sua idade, Dudu passa a carregar o lápis em questão consigo para encontrar alguém que possa sanar seus questionamentos. Ninguém melhor que uma criança para falar com sinceridade sobre questões como identidade, valorização da cultura e da raça.

A pureza e o despertar da consciência de uma criança para a sua própria identidade formam o ângulo ideal para que o espectador possa enxergar a existência de preconceitos velados. A consciência do espectador é como uma criança que, aos poucos, é trazida para a razão. A ideia é humanizar, personagens e público.

Espaços Culturais
A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), e localizados em diversos Territórios de Identidade. Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro de Cultura de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista.
Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)