Na semana em que se comemora o Dia Nacional da Baiana de Acarajé, a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) certificou 100 profissionais do segmento que participaram de um curso de aperfeiçoamento do Programa Qualifica Bahia, em Salvador.
Durante a cerimônia, realizada nesta quinta-feira (27), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), a presidente da Associação de Baianas do Acarajé (Abam), Rita Santos, destacou a importância da inciativa. “É uma formação fundamental. Todas as baianas, sem exceção, deveriam estar sempre se requalificando, adquirindo novos conhecimentos, principalmente sobre o valor dos produtos, saber quanto gasta e por quanto tem que vender”, avaliou.
Além da precificação, as participantes tiveram aulas sobre outros temas relacionados ao ofício, como atendimento ao público, manipulação e conservação de alimentos e noções de inglês. O curso envolveu um investimento de R$ 64 mil do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep).
“As baianas de acarajé são um dos principais símbolos da cultura baiana e desempenham uma atividade econômica que precisa crescer e ter um bom desempenho.Vamos continuar com a qualificação dessas empreendedoras para que elas possam melhorar a gestão dos negócios e agregar novos conhecimentos”, afirmou o titular da Setre, Davidson Magalhães.
Em 2019, o Qualifica Bahia disponibilizou 3.320 vagas, em 96 municípios, de 26 territórios de identidade. Na capital baiana, foram 42 turmas, totalizando 840 vagas nas mais diversas cadeias produtivas.
Fonte: Ascom/Setre