A Semana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê será realizada nesta quarta (27) e quinta (28), no Hotel Sol Bahia, em Salvador, encerrando o Novembro Negro da Bahia. Estarão reunidos ativistas do movimento negro, gestores públicos e lideranças dos segmentos tradicionais de diversos territórios, com o objetivo de aperfeiçoar e fortalecer políticas afirmativas. O evento, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), homenageia uma das mais principais personalidades da cultura afro-brasileira e da capoeira, morto em 2018, na capital baiana.
Durante o evento, que será aberto nesta quarta-feira (27), às 9h, será formalizada parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), organismo da ONU, visando ações cooperadas para a melhoria da qualidade de vida da população negra. À tarde ocorrerá palestra com a educadora e ativista Nilma Lino Gomes, ex-ministra da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). 
Já na quinta (28), as atividades seguem com reuniões dos colegiados ligados ao Sistema de Promoção da Igualdade Racial (Sisepir), momentos de trocas de experiências, construção de estratégias, dentre outras.
Dentre os participantes do evento estarão membros do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN); representantes do Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial; integrantes da Comissão para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT); órgãos da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa; dentre outros convidados.
Combate à intolerância religiosa
Na quinta (28) também será realizado o seminário ‘Heroínas de ontem e de hoje’, homenageando mulheres negras da luta histórica do combate ao racismo e à intolerância religiosa. O evento está marcado para as 8h30, no Terreiro Abassá de Ogum, em Itapuã, precedido de ato interreligioso no Parque do Abaeté. 
A iniciativa é uma parceria entre Sepromi, Associação Abassá de Ogum, OAB, Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN) e Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).
Monumento ao Mestre Moa 
Já na sexta-feira (29), às 16h, no Dique do Tororó, ocorre a inauguração de um monumento em formato de um grande berimbau, em homenagem ao Mestre Moa do Katendê. A inauguração terá a presença de familiares, artistas, representações do poder público, da capoeira e do movimento negro, numa articulação do Governo do Estado, por meio das secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), do Turismo (Setur), de Comunicação Social (Secom) e do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb).
Novembro Negro 
As atividades integram o Novembro Negro da Bahia, calendário pioneiro de mobilizações do movimento negro que homenageia heróis e heroínas da luta do povo negro, a exemplo do líder quilombola Zumbi dos Palmares. Fazem parte da programação caminhadas, seminários, rodas de diálogo, campanhas, além de projetos apoiados pelo edital da Década Internacional Afrodescendente, lançado pela Sepromi.
Fonte: Ascom/Sepromi