O Programa Corra pro Abraço, iniciativa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), em parceria com o UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, UNFPA, Fundo de População das Nações Unidas e o programa de extensão Pega a Visão, realizam, nesta sexta-feira (29), o 3º Encontro de Capacitação em Redução de Danos e Atenção a Populações Urbanas Vulneráveis, cujo tema neste mês de novembro é "Cuidado à maternidade e à infância em contextos de vulnerabilidade”. O evento ocorre das 9h às 18h, no auditório da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no Vale do Canela, em Salvador (BA).

“A capacitação em Redução de Danos e Atenção a Populações Urbanas Vulneráveis é parte dos ciclos formativos pensados como espaços de reflexão, formação e elaboração de respostas às questões práticas que a equipe do Corra pro Abraço e os profissionais da rede de atenção e cuidado têm enfrentado no desafio de lidar com pessoas que vivem em contextos de vulnerabilidade”, destaca Denise Tourinho, superintendente da Superintendência de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (SUPRAD/SJSHDS).

Segundo Trícia Calmon, coordenadora geral do Corra pro Abraço, nos seis anos de existência do Corra pro Abraço observou-se um aumento da presença de crianças em situação de rua, sendo muitas vezes acompanhadas das mães, ou desacompanhadas. “As desacompanhadas com perfil na maioria das vezes pré-adolescente e adolescente. Já as crianças acompanhadas são muito pequenas. E observamos ainda que o próprio processo de gravidez para a mulher em situação de rua é algo muito difícil. O primeiro desafio é tentar vinculá-la aos serviços de saúde para fazer o pré-natal e romper com as barreiras da discriminação e preconceito”.

A preocupação com a perda dos filhos a partir do temor da institucionalização das crianças acaba sendo, segundo Trícia, uma barreira no processo de cuidado no período da maternidade. “Desta forma o trabalho das equipes do Corra pro Abraço é realizar uma articulação com os serviços, como por exemplo as maternidades, e procurar garantir que essas mulheres tenham o devido acesso”.

As pessoas interessadas em participar da capacitação para lidar com esses desafios que envolvem o cuidado de usuárias de substancias e o processo de maternidade e cuidado dos seus filhos e filhas podem se inscrever através do link do formulário online disponível na internet. O Corra pro Abraço é um programa da SJDHDS, com gestão da Oscip COMVIDA (Cidadania e Vida) e da ONG Cipó Comunicação Interativa, tendo como objetivo promover cidadania e garantir direitos de pessoas que fazem uso de drogas em contextos de vulnerabilidade ou que são afetadas por problemas relacionados á criminalização do uso.