Para fortalecer o combate aos cânceres de mama e do colo de útero na região centro sul da Bahia, o Governo do Estado entregou uma unidade móvel para rastreamento das doenças no município de Urandi. O veículo tem capacidade diária para realizar 57 mamografias, 70 exames de papanicolau e procedimentos preventivos, como ultrassom, consultas e biópsias. O objetivo é aumentar o diagnóstico precoce, o que eleva as chances de cura em até 95% dos casos.
A unidade, que vai percorrer as cidades que integram o Consórcio Interfederativo de Saúde da Região Alto Sertão, faz parte do programa criado pelo Governo do Estado em parceria com o Hospital do Câncer de Barretos para expandir o rastreamento mamográfico na Bahia. 
Foto: Paula Fróes/GOVBA
(Foto: Paula Fróes/GOVBA)
A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) é responsável por arcar com os custos de pessoal, manutenção e operação das unidades. Em toda Bahia, a implementação do programa envolve um investimento de R$ 63 milhões, sendo R$ 51 milhões em recursos do Estado e R$ 12 milhões de contrapartida da Fundação Pio XII, captados por meio do Instituto Avon. 

Outras ações
Urandi também recebeu uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma nova ambulância do tipo van. Outra ação para o município foi a assinatura de ordem de serviço no valor de R$ 21 milhões, para pavimentação na rodovia BA-263, no entroncamento com a BA-156, no trecho que faz ligação com Licínio de Almeida. A obra beneficiará 86 mil moradores da região.
Foto: Paula Fróes/GOVBA
(Foto: Paula Fróes/GOVBA)
Também foi autorizado um convênio no âmbito do projeto Bahia Produtiva para qualificação de agroindústrias com a Associação dos Pequenos Produtores do Vale do Rio Cova de Mandioca, no valor de mais de R$ 180 mil, beneficiando 20 famílias.