A aula inicial do curso básico da Língua Brasileira de Sinais (Libras) promovido na manhã desta segunda-feira (9) pela Biblioteca Anísio Teixeira, no Pelourinho, levou as primeiras noções aos alunos, todos ouvintes, que se inscreveram em busca de capacitação para comunicação com surdos. A iniciativa faz parte do Projeto Leituras Acessíveis da Fundação Pedro Calmon (FPC) que, neste mês, promove através do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, ações alusivas ao dia 26 de setembro, quando se celebra o Dia Nacional do Surdo.

"É importante trabalhar esses temas na biblioteca para que todos tenham a oportunidade de aprender e conhecer Libras e lidar com o surdo no dia-a-dia. Nós estamos quebrando as barreiras da comunicação que eles vêm encontrando ao longo do tempo", explicou a diretora da Biblioteca, Laura Galvão. Além do curso básico, que segue até sexta-feira (13), ainda haverá uma turma de nível intermediário de 16 a 20 de setembro.

"Eles vão ter a oportunidade de se comunicar com os surdos de forma não fluente ainda, por ser um curso básico, porém eles poderão ter um prévio contato, dar um ‘oi, boa tarde, boa noite’, até porque os surdos estão em todos os lugares, como no ônibus, na escola, na faculdade", afirmou a instrutora do curso, Isabela Miranda.

As vagas para os cursos estão esgotadas. Interessados devem entrar em contato com a Biblioteca Anísio Teixeira para ver a possibilidade de entrar em uma lista de espera pelo telefone 71. 3117-6339/6337. Outra atividade promovida pela FPC durante o mês será o III Seminário Leitura para Todos, no dia 26, das 9h às 18h, na Biblioteca Central, no bairro dos Barris. Informações sobre inscrições pelo telefone 71. 3117-6000/ 6085.

Repórter: Lina Magali