No próximo sábado (21), das 8h30 às 12h, Salvador e o município de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, receberão a segunda edição do Festival Paralímpico. Na capital, as atividades acontecem no Núcleo de Educação Física da UFBA, em Ondina, e em Vera Cruz, no Ginásio Municipal do distrito de Tairu. O evento é comemorativo ao Dia do Atleta Paralímpico, celebrado no dia 22/09, sendo promovido nacionalmente pelo Comitê Olímpico Brasileiro (CPB).

Durante toda a manhã, as 300 pessoas mobilizadas para participarem das atividades nos dois núcleos baianos (150 em cada) poderão experimentar o esporte adaptado nas modalidades paralímpicas de bocha, futebol de 5 e atletismo.

A ação do CPB acontecerá em todos os estados do país e no Distrito Federal, com atividades em 70 cidades. A ideia dos organizadores é levar a experiência de modalidades paralímpicas a cerca de 15 mil brasileiros, sendo 11 mil crianças, com faixa etária de 10 a 17 anos.

Bahia

No estado baiano, o Festival Paralímpico é organizado pelo Instituto de Organização Neurológica da Bahia (ION), Instituto de Cegos da Bahia (ICB) e pela Federação Baiana das Instituições de Reabilitação (Febiex), contando com o apoio do Governo do Estado por meio da Casa Civil, Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – Sudesb), Secretaria da Educação, Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e Secretaria da Saúde.

Além da demonstração prática aos participantes de cada núcleo, na Bahia estão sendo convidados atletas de modalidades paralímpicas para se fazerem presentes no evento. No local, os atletas de alto rendimento com deficiência levarão os seus exemplos de vida, mostrando como o esporte pode ser um instrumento de inclusão e superação.

Para realizar as atividades do festival na Bahia, a organização conta com a participação voluntária de 30 monitores, todos estudantes do curso de Educação Física da UFBA, Uninassau e Unijorge.

Dia Nacional do Atleta Paraolímpico – Criado em 2012, por meio da Lei 12.622, a escolha da data deveu-se à criação do Comitê Paralímpico Internacional (CPI), fundado em 22 de setembro de 1989. A implementação da Lei, além de homenagear, apoiar e divulgar todo o trabalho dos atletas paralímpicos, objetiva também ser uma ferramenta de inclusão das pessoas com deficiência por meio do esporte.

Parapan

No dia 01 de setembro, encerraram-se, em Lima/Peru, os Jogos Parapan-Americanos de 2019 (realizados entre 23 de agosto a 01 de setembro). A delegação do Brasil liderou, por mais uma edição, o ranking de medalhas conquistadas: um total de 308, sendo 124 delas de ouro.

A Seleção Brasileira de Futebol de Cinco (para cegos) foi a responsável pela esperada 100ª medalha de ouro da delegação nacional nos Jogos Parapan-Americanos de Lima. A equipe entrou em campo contra a Argentina e venceu por 2 a 0, com gols dos baianos Jefinho e Cássio. A equipe já garantiu vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Serviço :

Festival Paralímpico, com ENTRADA GRATUITA
Quando: sábado (21), das 08h30 às 12h
Onde:
Salvador – Centro de Educação Física de Esporte e Lazer da Ufba – Avenida Oceânica em Ondina.
Vera Cruz – Ginásio Municipal – Estrada de Cacha Pregos, 472, no distrito de Taitu.