O artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que os recursos arrecadados com multas sejam aplicados em sinalização, engenharia, fiscalização e educação. Para discutir os avanços dos estados em ações educativas voltadas para a prevenção de acidentes, o 4° Encontro Nacional de Educadores de Trânsito foi realizado nesta semana, em Brasília. 
Especialistas apresentaram experiências bem sucedidas, com destaque para o histórico da Escola Pública do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), que contabiliza a formação e capacitação de milhares de condutores, além do desenvolvimento de atividades sobre noções de cidadania, envolvendo crianças e adolescentes de escolas públicas.
"É gratificante poder mostrar o trabalho do governo baiano em prol de uma nova geração de condutores mais conscientes, com viés social, apesar da dificuldade financeira enfrentada pelos estados", ressaltou o coordenador de Educação para o Trânsito do Detran-BA, Carlos Moura.
No final do encontro, os participantes firmaram um pacto pela ampliação de ações educativas no tráfego, em todo o país. "Na Bahia, estamos lançando a nova Escola Pública de Trânsito, que vai atuar em parceria com instituições públicas e privadas, para aumentar a sua capilaridade", afirmou Moura. 
Fonte: Ascom/Detran-BA