Representantes do Ministério da Transição Ecológica e Solidária e do Ministério da Coesão dos Territórios da França estiveram, na tarde desta quinta-feira (22), na sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE), em Salvador, para conhecer o funcionamento do Consórcio Nordeste, visando à cooperação para projetos de interesses comuns. 
A missão francesa foi recepcionada pelo procurador-chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento (CEA) da PGE-BA, Ailton Cardozo da Silva Júnior, e pelas procuradoras assessoras especiais do gabinete do procurador geral, Juliana Lima Damasceno e Verônica Novaes.
Integraram a comitiva o subdiretor de relações internacionais da Direção de Assuntos Europeus e Internacionais, Olivier Robinet, a conselheira de Desenvolvimento Sustentável do Serviço Econômico da Embaixada da França no Brasil/Escritório São Paulo, Françoise Méteyer-Zeldine, e a responsável pela América Latina na Direção de Assuntos Europeus e Internacionais, Laetitia Lefaure.
“O objetivo da visita aqui é conhecer o plano do Consórcio Nordeste para identificar objetivos em comuns e alinharmos que tipo de cooperação pode ser desenvolvida. Nossa intenção é continuar a cooperar com o Brasil”, afirmou Françoise Méteyer-Zeldine.
Encarregado de apresentar o Consórcio Nordeste aos visitantes, o procurador-chefe do CEA explicou que o objetivo principal da entidade é criar desenvolvimento a partir do pensamento regional. “O consórcio é uma plataforma com governança entre os Estados para estruturação de projetos de interesses comuns da região”, disse Ailton Cardozo.
O procurador falou sobre os princípios, objetivos, estruturação jurídica, vantagens, eixos de atuação e desafios do Consórcio Nordeste. “Vemos na cooperação internacional um grande caminho para a construção de um pensamento de desenvolvimento do país”, refletiu.
Também participaram do encontro para receber a missão francesa representantes da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), que trataram do Programa da Economia do Mar Inclusiva e do Centro de Pesquisa sobre o Oceano Atlântico; da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), que discorreram sobre o Programa de Energia Renovável; da Bahiagas, que apresentaram o projeto Biogás; e do Senai/Cimatec.
“O Consórcio é uma estrutura que une interesses dos Estados nordestinos, que possuem peculiaridades bastante próximas, para, a partir daí, tratar dos encaminhamentos e pontos de identificação”, destacou a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro. 
Fonte: Ascom/PGE