Gestoras do Instituto Anísio Teixeira (IAT), órgão que integra a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) e da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), iniciaram um diálogo para estabelecer uma parceria com foco na formação de educadores da rede estadual de ensino para as questões de gênero. Entre as questões pontuadas na parceria está o uso do sistema de videoconferência do IAT.

“Nossa ideia é promover, em parceria com o IAT, um projeto de formação de professores e estudantes, por meio de encontros presenciais e, também por videoconferências, chamado “Programa Salas de Gênero SPM, que traz como temática as questões de gênero. Esperamos aproveitar a expertise do Instituto com a formação continuada” informou a chefe de gabinete da SPM, Daniele Costa.

Diretora Geral do Instituto Anísio Teixeira, Cybele Amado, pontuou que para além de alcançar os educadores e estudantes da rede estadual, o projeto pode chegar também às redes municipais, uma vez que o IAT está trabalhando para que suas atividades formativas cheguem aos municípios por meio de um regime de colaboração.

“Além disso, iremos implantar aqui, um Observatório de Estudos e Pesquisa Educacionais sobre a Juventude, que irá fazer pesquisas para que possamos entender como e o quê nossos jovens estão aprendendo. A temática de gênero pode ser um ponto de estudo. Podemos iniciar por aí”, disse Cybele que sugeriu que esta atividade seja realizada em uma escola da rede estadual. “Um termo de Cooperação Técnica será firmado entre os dois órgãos para que as atividades sejam iniciadas o quanto antes”, completou Cybele.

Fonte: Ascom/ IAT