O protagonismo dos estudantes da rede estadual de ensino está presente na 3ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô), que prossegue até domingo (11), no Centro Histórico de Salvador. Livros de pano com poemas confeccionados de forma criativa pelos estudantes do Colégio Estadual Azevedo Fernandes, localizado no Pelourinho, foram expostos na quinta-feira (8), no Solar Ferrão. As criações estudantis são releituras da obra do poeta Castro Alves, que este ano é o homenageado pela Flipelô. 
Já os estudantes do Colégio Estadual Ypiranga, localizado no bairro Dois de Julho, fizeram um recital performático na Praça da Sé, intitulado ‘Navio Negreiro: o sangue de um povo’, que foi apreciado pelo público presente. A performance também foi apresentada nesta sexta (9), na Biblioteca Anísio Teixeira, no Pelourinho.
O estudante luis Carlos Soares, do Colégio Estadual Ypiranga, falou da experiência de participar de uma das feiras literárias mais importantes do cenário baiano. “Amei me apresentar na Flipelô, pois é algo que nos abre portas devido à visibilidade que nós temos no evento aberto ao público. Fizemos uma coreografia dirigida por mim da música ‘Força e Pudor’ e foi muito bom”, disse. 
Foto: Divulgação
(Foto: Divulgação)
Os livros de pano dos estudantes fizeram parte da exposição ‘Vozes do Pelô’, promovida pelo Laboratório de Educação Digital: Museu, Arte e Cultura (LabDIMUS), da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus). Ela reuniu oito livros, cada um contendo quatro poemas de autoria dos estudantes, produzidos na oficina ‘Livro de pano’, também realizada pelo LabDIMUS.
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado