O soteropolitano agora tem, cada vez mais, a possibilidade de adquirir produtos saudáveis da agricultura familiar, para levar para suas casas e consumir com suas famílias, seguindo uma tendência mundial. Na capital baiana e em municípios do interior baiano, os consumidores já podem adquirir uma diversidade de produtos saudáveis, in natura ou processados, nas feiras agroecológicas e orgânicas, que acontecem periodicamente, com a interação direta de produtores e consumidores. A produção desses alimentos promove qualidade de vida, tanto para quem cultiva, quanto para quem consome.

Com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e esforço dos agricultores familiares baianos, a produção de hortaliças, frutas, raízes e verduras, orgânicas ou agroecológicas, fresquinhas, estão cada vez mais acessíveis. Com essa finalidade, estão sendo realizadas ações como a estruturação de feiras livres e a dinamização da comercialização de produtos da agricultura familiar, com a entrega de barracas padronizadas, construção ou requalificação de mercados municipais e apoio na logística e distribuição.

Sônia Paulino, empresária, moradora do bairro do Canela e cliente assídua da Feira Agroecológica instalada no Shopping Bela Vista, destaca que distância não é problema quando se trata de manter a alimentação saudável: "Eu fico atrás dos produtos orgânicos, porque para mim orgânicos é tudo. Hoje em dia a gente só come coisa tóxica, e aí, é importante a gente comer coisa natural".

“A agricultura familiar é uma forte aliada para a manutenção da saúde, porque os produtos da agricultura familiar são, geralmente, orgânicos, então eles vão nos fornecer uma quantidade maior de minerais, vitaminas, compostos bioativos que vão contribuir para prevenir e tratar doenças. Seja obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, gastrite, dentre outras, além de contribuir para a sustentabilidade do nosso planeta e também favorecer a renda das famílias dos pequenos agricultores, contribuindo para o desenvolvimento econômico do nosso país, perpassando por diversos setores pela manutenção da saúde”, destacou a nutricionista Tâmara Ferreira.

De acordo com o presidente da Associação Certificadora de Áreas, Defesa do Meio Ambiente e Produtores Orgânicos da Bahia (ACPOBA), Edilson Santos, conhecido popularmente por Marujo, a possibilidade de ampliar a comercialização dos produtos da agricultura familiar é resultado de uma ação do Estado, por meio da SDR: “Essa é uma política pública macro, que possibilitou o escoamento da produção orgânica e de produtos agroecológicos de municípios do interior para Salvador, com o preço direto do produtor para o consumidor”.

Os soteropolitanos, que desejam consumir e conhecer os alimentos saudáveis produzidos pela agricultura familiar, contam com a realização de feiras agroecológicas ou orgânicas em diversas partes da capital baianae de Salvador. O público pode adquirir itens in natura e outros produtos beneficiados, originários da agricultura familiar e economia solidária, vendidos diretamente pelos agricultores.

Confira as feiras em Salvador:

– Tribunal Regional do Trabalho
Terça-feira – das 8 às 14h – Rua do Cabral, 141, Nazaré

– Igreja Messiânica da Barra
Terça-feira – das 8 às 16h – Rua João Pondé, 231

– Shopping Paseo Itaigara
Terça-feira – das 10 às 13h – Rua Rubens Guelli, 135, Itaigara

– Restaurante Viva o Grão
Terça-feira – R. Minas Gerais, 112H – Pituba,

– Feira da Reforma Agrária
Quarta-feira – das 7 às 15h – em frente ao Instituto de Biologia da UFBA, Ondina.

– Igreja Messiânica do Garcia
Quarta-feira – das 14 às 18h – Rua Comendador José Alves Ferreira, 212

– Escola Via Magia
Quarta-feira – das 11h30 às 13h30 – Rua Henriqueta Catarino, 123, Federação

– Parque da Cidade
Quinta -feira – das 6 às 8h – Avenida ACM, 1430, Itaigara

– Museu de Arte da Bahia
Quinta-feira – das 14 às 18h – Avenida Sete de Setembro, 2.340, Corredor da Vitória

– Feira Agroecológica
Sexta-feira – das 7 às 12h – Praça das Artes (UFBA), em Ondina – Rua Barão de Jeremoabo,

– Armazém da Agricultura Familiar e Economia Solidária
Sexta-feira – das 9 às 18h – na entrada do Piso G1 do Salvador Shopping

– Restaurante Light House
Sábado – das 6 às 9h30 Rua Dom Marcos Teixeira, 25 Barra

– Companhia da Pizza
Sábado – das 8 às 14h – Praça Brigadeiro Faria Rocha, 266, Rio Vermelho

– Casa Amarela
Sábado – das 8 às 11h- Rua da Curva do Vinicius, 334D, Itapuã

– Feira da Dona Nem
Sábado – a partir das 07:30h – Circo Picolino – Pituaçu

– Feira de Produtos Agroecológicos do Bairro da Saúde
Sábado – 7 às 13h – Largo da Saúde – Nazaré

– Tribunal Regional Eleitor (TRE)
Segunda-feira – das 11 às 16h – Espaço do Hall de entrada – Centro Administrativo da Bahia

Fonte: Ascom/ SDR