Desde a última segunda (15), o CapacitaSUAS, que foi criado para fomentar e garantir uma formação de cunho continuado para os trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), realiza em Salvador encontros para atualização e troca de experiências entre os profissionais da assistência social.

A ação é uma parceria entre a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e vai ser realizada até a próxima sexta, (19), no PAF I do Campus da UFBA, em Ondina. Segundo Aline Araújo, superintendente, em exercício, de Assistência Social da SJDHDS, essa é a segunda etapa de capacitações do Sistema Único de Assistência Social. “Os cursos são direcionados a técnicos, gestores e conselheiros municipais no âmbito da política de assistência social”, explicou ela.

Ao todo são ofertados quatro cursos: Introdução o Provimento de Serviços e Benefícios Socioassistenciais do SUAS, Elaboração de Planos Municipais Socioassistenciais, Vigilância Socioassistenciais e Exercício do Controle Social, que vão subsidiar a atuação dos profissionais de assistência social na execução dos serviços, programas e oferta de benefícios ao cidadão. Araújo também comentou que os cursos vão proporcionar aos participantes uma melhor gestão do SUAS em seus municípios. “Esse trabalho articulado é a garantia do apoio técnico aos municípios e do fortalecimento dessa política pública no estado da Bahia”.

Para Candice Santana, psicóloga e participante do curso de Vigilância e Controle Social, que discute a criação de mecanismos de análise de dados que mostram as situações de vulnerabilidade em cada município e como enfrentá-las, a expectativa com o curso é muito grande. “Eu tenho pouco tempo atuando no SUAS, apenas um ano, e sempre soube que era o melhor espaço de formação”. Segundo a psicóloga, esses cursos colaboram para que o profissional seja capaz de atuar com mais qualidade e fazer com que o cidadão, usuário dos serviços, entenda a assistência social como um direito e não como uma política pública assistencialista. “Essa noção do que é preciso ocupar esse espaço de controle, cobrança e fiscalização do serviço é do cidadão. Nós profissionais, estamos aqui para multiplicar esses conceitos nos encontros com os usuários para que eles se sintam responsáveis e também parte desse processo”.

Os encontros do CapacitaSUAS já aconteceram em Feira de Santana e Vitória da Conquista, nos anos de 2017 e 2018, respectivamente, em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). Em 2019, os encontros serão realizados em Salvador e a adesão dos municípios foi significativa. “Temos mais de 500 inscritos. Isso demonstra o compromisso dos gestores municipais com a qualificação de seus colaboradores, pois eles precisaram liberar esses profissionais durante uma semana, que é o tempo necessário para participar da capacitação”, disse Aline Araújo.

Ela também afirmou a importância das capacitações para os beneficiários do Sistema Único de Assistência Social. “Esse cursos vão colaborar na melhoria da qualidade do atendimento ao cidadão usuário dos equipamentos e serviços da política de assistência social, que tem uma base muito forte na matriz sociofamiliar. A família, em suas diferentes configurações, é a base do nosso trabalho e o fortalecimento desse vínculo que traduz o que é a proteção social no âmbito da assistência social. Sabemos que a vulnerabilidade social gera fragilidade de vínculos e nós buscamos fortalecê-los, com o protagonismo e a emancipação das famílias e dos indivíduos”, contou, reiterando que os beneficiários do SUAS precisam entender que esse programa, além de um direito “é a garantiados direitos dos cidadãos, com justiça social, que é uma diretriz muito forte de nossa política pública”.

A próxima capacitação será realizada entre os dias 29 de julho e 02 de agosto e a previsão é, de acordo com a procura, que conte com a participação de mais de 500 profissionais de assistência social de Salvador e outros municípios baianos

Fonte: Ascom/ SJDHDS