Uma reunião técnica entre representantes do Governo do Estado e da empresa chinesa BYD, na manhã desta quarta-feira (19), discutiu ações ligadas à implantação do Veículo Leve de Transporte (VLT), que vai substituir o trem do Subúrbio e ligará a região do Comércio, em Salvador, à Ilha de São João, em Simões Filho, na RMS, além da ligação com o metrô, a chamada fase 2 do projeto. A empresa chinesa será responsável pela implantação do modal.
Realizado na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o encontro foi comandando pelo secretário da pasta, Sérgio Brito, e serviu para discutir questões de traçado das fases 1 e 2 do VLT, além das interferências que o modal terá a partir da implantação do Sistema Viário Oeste, que inclui a construção da Ponte Salvador- Itaparica e cuja licitação será feita no segundo semestre desse ano. 
Sérgio Brito destacou a importância do encontro para o andamento do projeto. “Essa é mais uma reunião que indica o bom andamento dessa parceria e onde podemos discutir e apontar juntos, Governo do Estado e BYD, caminhos para que essa obra do VLT saia do papel da melhor forma possível. A Ponte Salvador-Itaparica já é uma realidade, com a licitação que em breve estará na rua. Por isso, é fundamental discutirmos esses impactos”, disse Brito.
A reunião faz parte do calendário de análise de ações e desenvolvimento de projeto do contrato assinado entre o Governo do Estado e a empresa chinesa. Além de Sérgio Brito e de representantes da BYD, o encontro também teve a presença de técnicos da Superintendência de Mobilidade da Sedur, do presidente da Companhia de Transporte da Bahia (CTB), Eduardo Copello, e de representantes das secretarias estaduais de Infraestrutura (Seinfra) e Desenvolvimento Econômico (SDE), além da Casa Civil.
Fonte: Ascom/Sedur