Mais de 700 famílias de agricultores familiares, dos municípios de Bom Jesus da Lapa, Serra do Ramalho, Sítio do Mato e Paratinga, no Território de Identidade Velho Chico, comemoram os resultados da prestação de serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater) da Chamada Pública do Projeto de Ater Sustentabilidade, executado pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a Fundação Desenvolvimento Integrado do São Francisco (Fundifran).

A Ater, serviço fundamental para a promoção do desenvolvimento rural, por meio de orientações sobre o processo de produção e troca de conhecimentos entre agricultores e agricultoras familiares e técnicos extensionistas, no estado da Bahia, é responsabilidade da Bahiater/SDR, que executa o serviço em parceria com organizações da sociedade civil e com as prefeituras municipais.
SDR
(Foto: Divulgação/ Ascom SDR)

De acordo com Darcy Gomes, 43, agricultora familiar da comunidade de Capim, município de Sítio do Mato, por meio da chamada pública recebe orientações técnicas necessárias para ampliar e melhorar sua produção de leite e o cultivo de hortaliças: “Aprendemos muitas coisas com os técnicos, o que mudou a minha vida e das famílias daqui do município. Eram muitas dúvidas que tínhamos. Mudamos a nossa forma de cuidar do solo, pois sem o solo sadio não conseguimos produzir nada. Aprendemos a lidar melhor com os nossos animais, por exemplo, temos criação de vaca, e fazemos ordenha duas vezes ao dia. É desta criação que tiramos o nosso sustento, vendemos o leite, o requeijão e a manteiga na região”.

Ivani Santos, subcoordenadora da Bahiater no Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) Velho Chico, localizado em Bom Jesus da Lapa, avaliou o êxito do projeto. “A Bahiater acompanhou continuamente o trabalho realizado pela Fundifran, junto aos agricultores familiares. Estivemos presentes em algumas atividades desenvolvidas e contribuímos como facilitadores em outras. Observamos o quanto os agricultores puderam ampliar seus conhecimentos sobre diversas atividades produtivas participando de diferentes atividades, intercâmbios e visitas técnicas. Realizamos capacitações dos técnicos e dos agricultores, principalmente, na cadeia produtiva da avicultura, com criação de frangos e galinhas caipiras, e sobre os programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e o de Alimentação Escolar (PNAE)”.

Boaventura Gomes de Almeida, presidente da Fundifran, ressaltou que essa parceria fortalece o meio rural: “Conseguimos atender às metas, prestando assistência técnica permanente para 720 famílias de agricultores familiares. Tivemos bons resultados, trabalhando algumas cadeias produtivas destes quatros municípios atendidos nesta chamada pública, com o desenvolvimento da Apicultura, Avicultura e Mandiocultura. Essa parceria deu certo. Realizamos reuniões de avaliação, as pessoas beneficiadas deram muito valor e satisfizeram seus anseios. É muito importante termos editais como estes para formamos novos agricultores”.

A Chamada Pública Ater Sustentabilidade, do Governo do Estado, executada pela Bahiater/SDR, com atuação no Território de Identidade Velho Chico, teve investimentos de mais de R$ 2 milhões, com a finalidade de prestar serviços de Ater voltados à produção sustentável. Dentre os resultados obtidos estão a elaboração de propostas para o PAA, implementação de unidades demonstrativas de mandioca, elaboração e acompanhamento de projetos de fomento Brasil Sem Miséria, desenvolvimento da criação de Galinha Caipira, Apicultura, Suinocultura, Horticultura e Bovinocultura de leite, além do apoio à gestão de empreendimentos e formação de preços, produção de marcas e rótulos de produtos da agricultura familiar.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)