Com investimentos da ordem de R$ 1,4 milhão, através do Projeto Swap Bahia, financiado pelo Banco Mundial, a Divisão de Manutenção de Máquinas e Veículos (Diman), do Departamento de Hidrogeologia da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) foi totalmente reestruturada com aquisição de máquinas e equipamentos de última geração.

"Os investimentos em equipamentos vão trazer uma série de benefícios, desde a redução de custos e desperdício, melhor segurança e maior qualidade no trabalho desenvolvido pela Cerb", salientou o presidente da Cerb, Marcus Vinicius Bulhões.

A Cerb hoje pode atuar em parceria com as instituições de ensino médio e superior da Bahia e, em qualquer outra instituição do estado, no que tange ao desenvolvimento das competências e tecnologias nas áreas de metal mecânica, hidráulica, manutenção de motores diesel, compressores, fabricação de peças, por meio dos processos de tornearia, fresagem, mandrilamento, soldagem e calandragem de perfis e planos. “Reestruturamos a Diman para desenvolver um trabalho de excelência, com tecnologias desafiadoras. Para isso, foram adquiridos máquinas e equipamentos modernos de alta precisão que visam alcançar às necessidades e expectativas, da empresa”, enfatizou o diretor de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (DMR), Gilvan dos Santos Lima.

A Diman também pode solucionar outras demandas da Cerb, atuando de forma articulada com o Setor de Projetos, conforme explicou o gerente do Departamento de Hidrogeologia, Marco Antonio Lima Peixinho. Dentre elas estão os setores de solda e fabricação. “O processo de sondagem exige cada vez mais alta tecnologia e a compra de equipamentos avançados devido ao alto consumo de energia e alto custo no processo de soldagem”, ressaltou.

Na compra e reforma de máquinas e equipamentos pesados, os engenheiros Luiz Camelier e Endric Nascimento foram os responsáveis, entre outras atribuições, pela construção e reforma dos contêineres e trailers que hoje servem como alojamento e refeitório, atendendo, assim, a todos os requisitos de higiene e conforto dos colaboradores. As especificações dos equipamentos também contaram com a participação do assessor da DMR, Godofredo Correira Júnior, e do técnico da Diman, Rômulo Souza.

As especificações para compra dos equipamentos pesados e na reforma dos containers e trailers, que hoje servem como alojamento e refeitório, atendendo, assim, a todos os requisitos de higiene e conforto dos colaboradores, entre outras atribuições, contaram com a participação do assessor da DMR, Godofredo Correira Júnior; do técnico da Diman, Rômulo Souza; e dos engenheiros Luiz Camelier e Endric Nascimento.

Visando melhorar a eficiência e a segurança da equipe na fabricação de tampas de poços, centralizador de tubo, medidores de vazão, tanques em chapas de aço inox, alumínio, entre outros, foram adquiridas calandras de perfis e de chapa que se ajustam automaticamente conforme à necessidade do projeto. Esses equipamentos são usados principalmente para fabricar tubos com diâmetros a partir de 150mm.

Preocupada com a segurança do trabalhador para a elevação dos equipamentos pesados, a Companhia adquiriu talhas elétricas com capacidade máxima de 15 toneladas. Segundo o gerente da Diman, Endric Nascimento, no setor de usinagem, por exemplo, os colaboradores tem a capacidade de desenvolver peças fundidas em alumínio, inox, bronze e ferro fundido, além de confeccionar peças especiais para máquinas de perfuração e barragens; hastes e camisas para cilindros hidráulicos, entre outras. Na parte de manutenção de equipamentos hidráulicos, a equipe da Diman é capaz de reparar o equipamento conforme o estado original do fabricante ou então fazer a restauração para o estado original. Esse reparo pode ser realizado nas instalações internas da empresa ou no local da perfuração do poço, através dos técnicos especializados em serviços de campo.


Fonte: Ascom/Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb)