Cerca de 600 idosos de 22 instituições filantrópicas voltaram a ser criança e receberam presentes de Papai Noel. Eles foram embalados pelos acordes de Armandinho e da banda Irmãos Macedo, que transformaram o Natal em Carnaval, relembrando antigos sucessos. O Natal Solidário foi promovido pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA) nesta sexta-feira (14), pelo terceiro ano consecutivo, no Palácio de Ondina. 
Aos 99 anos, dona Maria Elísia dos Anjos, a mais velha a participar do evento, foi homenageada com um buquê de flores pela primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto. O governador Rui Costa também prestigiou o Natal Solidário. 
Entre os participantes da festa, Agda Sacramento, 68 anos, afirmou que “nunca havia visto um evento destes na vida. Estou emocionada. É bom a gente ver isso. Se todos fizessem isso, alegrava a comunidade, os idosos e os pobres”. José Antônio Santana, 55, também se sentiu acolhido: “é uma coisa que a gente nunca tem. É maravilhoso para a gente”. 
A presidente do Lar Luna, Jeane Luna, revelou que "durante todo o ano, nós contamos com o reforço das Voluntárias Sociais. Nós não tínhamos carne nenhuma, hoje temos frango. As Voluntárias também levaram o teatro lá para nós. Agora já foram engenheiros e arquitetos para planejar a reforma da casa”.
Segundo a diretora das Voluntárias Sociais, Linda Carvalho, o Natal Solidário foi idealizado há três anos pela primeira-dama. “Nós fazemos confraternização com algumas instituições que a gente presta serviços. Durante o ano, nós atendemos outras demandas, como distribuição de alimentos e de fraldas geriátricas. Nós damos o apoio e, no fim do ano, as Voluntárias Sociais têm o prazer de receber esses idosos no Palácio de Ondina”, disse. 
Repórter: Raul Rodrigues