Um álbum com oito músicas compostas por 20 beneficiários do programa Corra pro Abraço foi lançado na Sala Walter da Silveira, nos Barris, em Salvador, nesta terça-feira (18). Intitulado ‘Outros Caminhos São Possíveis’, o projeto que deu origem ao disco estimula uma mudança de realidade, por meio da música e da arte, para pessoas que vivem em estado de vulnerabilidade social. O lançamento incluiu a presença de representantes governamentais, movimentos sociais, entre outros convidados e apoiadores do Corra pro Abraço. 
"Hoje está sendo um momento mágico para mim. Foi indescritível participar desse CD e poder estar no palco, me expressando e colocando todos os meus pensamentos para que o mundo possa ouvir. É uma perspectiva a mais para quem está nas ruas, sozinho, sem conseguir enxergar uma possibilidade de futuro", afirmou Robson Santos, beneficiário do programa. 
As canções apresentam letras sobre realidades vividas pelos próprios beneficiários do Corra pro Abraço, ao longo de cinco anos de existência do programa. Elas foram escritas durante as oficinas de arte-educação e redução de danos. "A arte, a cultura e a educação são potentes ferramentas no processo de formação de cidadania. A subjetividade, quando assim trabalhada, tem um efeito terapêutico e, ao mesmo tempo, trabalha a autoestima dessas pessoas e a capacidade de articulação com outros atores culturais", explicou a superintendente de políticas sobre drogas e acolhimentos a grupos vulneráveis, Denise Tourinho. 
O CD foi gravado em abril nos estúdios do bloco afro Ilê Aiyê. Os 20 beneficiários do programa se dividiram nas tarefas de compositores, percussionistas e cantores. ‘Maloqueiro Não’, ‘Um gesto de amor’, ‘Meio da rua’, ‘Canto a vida’, ‘Tributo a Salvador’, ‘Vacilão’ e ‘Sou a rua’ são os títulos de algumas canções. 
Iniciativa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), o Corra pro Abraço atende pessoas que fazem uso abusivo de drogas ou são afetadas por problemas relacionados a criminalização das drogas, tais como a população em situação de rua e jovens que residem e transitam em territórios com altos índices de violência.
Repórter: Tácio Santos