Artesãs e artesãos baianos vão expor produtos na 29ª Feira Nacional do Artesanato, realizada em Belo Horizonte, desta terça-feira (4) a domingo (9). O evento é um dos mais importantes do setor em 2018, com previsão de presença de cerca de cinco mil artesãos de todo o Brasil, segundo o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).
Selecionados no edital de chamamento público da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), com a Coordenação de Fomento ao Artesanato (CFA), sete artesãos vão levar na bagagem o melhor da produção artesanal da Bahia. Juntos, eles representam os municípios de Coroa Vermelha, Cairu, Inhambupe, Guanambi e Salvador.
Para o artesão Reinaldo Santos, de Salvador, a expectativa é positiva. “Estou muito animado. É importante já sair da Bahia decidido a vender. Acredito muito nessa feira, sem contar que Minas Gerais é um polo maravilhoso para fazer contatos”, afirma. 
Por indicação da Coordenação de Fomento ao Artesanato, o Mestre Jotacê, da Chapada Diamantina, será um dos homenageados desta edição da feira. “Fico muito feliz com o convite. A sensação de ser reconhecido é sempre muito boa”, comemora.
A coordenadora de Fomento ao Artesanato, Luciana Embilina, destaca a importância da presença da Bahia no evento. “É fundamental ter o apoio do Governo do Estado para comercializar e divulgar nosso artesanato. Dessa maneira, estamos garantindo a permanência da Bahia como um dos principais polos de produção artesanal em todo país”, ressalta.
Fonte: Ascom/Setre