Com foco na criação de uma agenda positiva para os setores de Comércio e Serviços, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA) fizeram uma reunião para o estabelecimento de uma agenda conjunta de atuação, na segunda-feira (12).

O trabalho de cooperação, ainda em formatação, deve incluir o levantamento de oportunidades de investimentos e fortalecimento do comércio de rua de regiões importantes como o Centro Antigo de Salvador; ciclos de palestras sobre novas tecnologias para o setor terciário; e o estímulo ao crescimento de arranjos locais em cidades estratégicas do interior do estado. A expansão do SAC Empresarial também esteve em pauta.

"Nosso Centro Antigo, além da beleza e riqueza arquitetônica, é um grande potencial para investimentos, vide exemplos do Fera Palace e unidades produtivas e gastronômicas do Sesc e Senac. Por isto, acredito que este convênio que está sendo formatado, entre SDE e Fecomércio, será um chamariz para novos investidores, para desenvolvermos, do ponto de vista sócio-econômico, esta importante região da nossa capital", explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Luiza Maia.

O presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade, também mostra-se otimista com as novas possibilidades que se abrem: "Acredito muito no trabalho. Se trabalharmos, o emprego vem. Esse convênio nos permitirá um novo panorama para gerarmos mais empregos. Vamos aproveitar os meses de novembro e dezembro e fazermos o planejamento para que, em 2019, possamos dar andamento a esse convênio, incluir também o Sebrae".

O superintendente de Desenvolvimento Produtivo da SDE, Jean Freitas, afirma que as perspectivas são as melhores. “Vamos unir competências e vontades de realizar algo inovador que impulsione o setor de Comércio e Seviços na Bahia”, projeta.


Fonte: Ascom/ SDE