A Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô) tem movimentado o Centro Histórico de Salvador desde a última quarta-feira (8), com diversas atrações para todas as idades. Neste sábado (11), o público infantil aproveitou o Encontro de Bibliotecas Móveis, no Terreiro de Jesus. Um dos destaques é a participação da Biblioteca de Extensão (Bibex) da Fundação Pedro Calmon (FPC), vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (Secult). A programação incluiu leituras, apresentações artísticas e jogos ao ar livre para a criançada.
A dona de casa Camila Soares levou o filho Ricardo para curtir as brincadeiras que estimulam o contato das crianças com o mundo das palavras. "É muito importante que uma festa literária tenha espaços como esse para criar o vínculos dos futuros leitores com a literatura. Eu fico feliz de ver que muitos pais tiveram a mesma ideia que eu. Eu fiz questão de trazer o Ricardo para que ele comece a conhecer e aprenda a se interessar pelos livros, que têm o poder de transformar a vida de qualquer pessoa", afirmou. 
A Bibex é uma biblioteca pública integrada ao Sistema de Bibliotecas Públicas da Fundação Pedro Calmon. Ela atua com o objetivo de promover o acesso à informação e à cultura em comunidades de Salvador e do estado da Bahia, além de criar e fortalecer hábitos de leitura e propiciar acesso às expressões culturais das artes e de oportunidades para o desenvolvimento criativo pessoal.
 
Memória
Também neste sábado (11), na Fundação Casa de Jorge Amado, a mesa ‘Porque Preservar Arquivo de Escritores’ levantou o diálogo sobre a importância do cuidado com a memória literária da Bahia, como explicou a palestrante Ivana Bittencourt. "Muitas vezes, os arquivos dos grandes escritores documentam a relação que eles tinham com o mundo. Esse bate-papo é muito importante no sentido de mudar a ideia que se tem de que preservar um arquivo importante dentro da obra de um escritor é guardá-lo em um cofre como se fosse uma memória. O ideal é que essa obra possa ser vista, visitada e redescoberta pelo público".
 
Flipelô
 
O evento literário continua até este domingo (12). A programação gratuita é composta por mesas de debates, bate-papos com jovens, encontros com autores, lançamentos de livros, saraus de poesia e slams, programação infantil, exposições, apresentações teatrais e musicais. 
Novidade desta edição, a Rota Gastronômica Amado Sabores tem a participação de 20 restaurantes do Centro Histórico, que produzem pratos com preços especiais e receitas inspiradas no livro ‘A Comida Baiana de Jorge Amado’, de Paloma Amado. 
Repórter: Tácio Santos