As Bases Comunitárias de Segurança (BCSs) do Calabar, do Bairro da Paz, Nordeste de Amaralina, Vale das Pedrinhas, Santa Cruz e Chapada do Rio Vermelho participaram, na última segunda-feira (18), de um projeto da Fundação Luís Eduardo Magalhães, que contratou 31 alunos, com carteira assinada, para obter aprendizados profissionais. Os jovens das comunidades terão acesso a todos os direitos trabalhistas previstos no contrato de trabalho assinado com duração de dois anos.

“Eles serão capacitados para atuar como auxiliar administrativo, terão auxílio-transporte e carteira assinada. O trabalho dignifica as pessoas. Proporcionar essa oportunidade aos jovens é muito gratificante”, contou o comandante da BCS do Nordeste de Amaralina, tenente Hélio Braga Pitanga.

Ainda segundo ele, a escolha dos jovens foi realizada pelas BCSs. “Alunos que frequentam assiduamente nossos projetos e que tem bons comportamentos foram selecionados”, afirmou o tenente.
Fonte: Ascom/Secretaria de Segurança Pública (SSP)