O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) informa que somente os galões certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)  podem ser utilizados para a venda de combustível, em postos de abastecimento. Não é permitida a comercialização de combustíveis em vasilhames como garrafas tipo pet. 
"Estamos intensificando as fiscalizações nos postos para coibir esse transporte ilegal de combustíveis. Sabemos que os consumidores insistem em comprar utilizando garrafas tipo pet e outros recipientes, mas é uma prática ilegal. E os postos estão sujeitos a multas que podem chegar a R$1,5 milhão. Nossos fiscais estão nas ruas", alerta o diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal. 
O diretor acrescenta que "além da questão da segurança, afetada pelo transporte clandestino de combustíveis [líquidos inflamáveis], há o agravante de possíveis acidentes, tais como incêndios e explosões, já que [esses recipientes] não são adequados para acondicionamento e transporte desse tipo de produto". 
GNV 
Nos últimos dias, o Ibametro constatou uma maior procura por gás GNV nos postos. Leal orienta que os condutores de veículos interessados em fazer a conversão necessária para adaptar o veículo devem procurar uma oficina credenciada pelo Inmetro. A completa das oficinas pode ser consultada no site do Ibametro.
Caso o consumidor desconfie que esteja sendo lesado, é possível entrar em contato com a ouvidoria do Inmetro pelo 0800-0711888. O Ibametro é o órgão delegado do Inmetro na Bahia. 
Fonte: Ascom/Ibametro