Os estudantes do Colégio Estadual Alaor Coutinho, localizado no município Mata de São João, Região Metropolitana de Salvador (RMS), tiveram sete vídeos selecionados para a sessão de curta-metragem da Mostra Educação da 13ª Mostra de Cinema de Ouro Preto (CINEOP), que acontece entre os dias 14 e 18 de junho, na cidade mineira. Os trabalhos audiovisuais, que apresentam a realidade e o dia a dia dos estudantes na escola e na comunidade, fazem parte de uma iniciativa do projeto Rádio Alaor, que vem desenvolvendo práticas de áudio e vídeo com os alunos da unidade escolar. A escolha para a mostra ainda rendeu um convite para incluir cinco vídeos dos selecionados na programação da TV Escola, televisão pública do Ministério da Educação (MEC).

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que estas conquistas refletem as ações que vêm sendo desenvolvidas para fortalecer o eixo pedagógico da escola. “Os nossos estudantes são muito criativos e, com o auxílio dos nossos professores, eles têm demonstrando que podem ir longe, desenvolvendo projetos nas mais diferentes áreas do conhecimento, e um exemplo claro é esta repercussão do audiovisual que eles estão alcançando. Estamos fomentando e fortalecendo iniciativas como estas no ambiente escolar e podemos citar como exemplos os projetos de arte e cultura e o projeto Escolas Culturais”, afirmou.

A diretora Maria do Socorro explica como o trabalho desenvolvido na escola vem produzindo bons resultados com os estudantes. “Tudo começou com o projeto Árvore dos Sonhos, do Juventude em Ação, em 2014, onde os estudantes e professores falavam sobre o que tinham vontade de promover na escola e a rádio era um dos desejos. O professor Gustavo Pinheiro encabeçou a ação que começou a motivar bastante os alunos. Depois incluímos o trabalho com vídeos, onde contamos com o Cléber Couros, que ajuda no aprendizado na parte de câmera, edição e técnica em geral. Já conseguimos em dois anos, algumas premiações importantes e agora participaremos desta seleção em Minas Gerais, além desta boa surpresa para ingressar a programação da TV Escola”, destaca.

O estudante do 3º ano do Ensino Médio, Raul Sampaio, 21 anos, responsável pelo vídeo selecionado ‘Meu lar – Escola sem muros’, contou que a experiência criou novas perspectivas para a vida dele. “Este é um trabalho que realizei baseado na história de um estudante, que descobre a importância da escola. É muito bom ver a repercussão e saber que estou contribuindo de forma positiva na escola”, diz. Raul ainda destaca que as expectativas são as melhores para a exibição na mostra. “Estou feliz de participar do evento e mostrar o trabalho feito na escola. Não tenho palavras para expressar a minha gratidão”, destacou.

Para o oficineiro Cléber Couros, o projeto tem contribuído decisivamente no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. “Tenho o maior prazer de trabalhar com esses jovens porque vejo um desenvolvimento em todas as direções. É o estudante conhecer suas origens e poder reconhecer as coisas boas que o cercam, desenvolvendo uma atividade que envolve a arte-educação e o aprendizado técnico de vídeos, câmera e processo de edição. Sou voluntário da iniciativa, porque acredito nestes meninos e acredito no talento que pode ser desenvolvido na escola pública”, ressalta.


Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação