O terceiro e último dia da III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, promovida pela Secretaria da Educação do Estado, em Salvador, foi marcada pela eleição dos delegados que irão representar a Bahia na Conferência Nacional, que será realizada de 19 a 23 de junho, em São Paulo. Ao todo, 19 estudantes foram eleitos delegados e irão apresentar, nacionalmente, projetos que estão sendo desenvolvidos nas escolas das redes estadual, municipais e particular da Bahia, que levantam e sugerem soluções para problemas socioambientais nas comunidades onde vivem.
Desde segunda-feira (28), 200 estudantes participam da Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, cujo tema central foi ‘As Escolas da Bahia Cuidando das Águas’. Vindos de diversas partes do Estado, os alunos tiverem seus projetos selecionados nas etapas escolares e territoriais e aproveitam os três dias em Salvador para apresentar e socializar as experiências. Os dias também foram de muito aprendizado com a participação nas oficinas e seminários realizados como parte da programação.
O estudante Cauã Moutinho, 13 anos, 9º ano, do Colégio Estadual Evaristo da Veiga, localizado em Salvador, apresentou o projeto ‘A reutilização do papel para reduzir o consumo de água’. “Para se produzir papel gasta-se muita água, um exemplo disso é que uma árvore de eucalipto absorve muita água e suas raízes perfuram os lençóis freáticos e, quando as árvores são cortadas, a área se torna um deserto e os córregos de água próximos também secam. Por isso, devemos conscientizar as pessoas a usarem menos papel e reaproveitá-lo”, afirmou.
Yan Felipe Santana, 11, 7º ano, do Colégio Estadual Hildete Lomanto, em Juazeiro, apresentou o projeto ‘Mais água, menos desperdício’, no qual defende a reutilização deste bem de uso comum a todos. “Meu projeto relata uma alternativa de conservação e reutilização da água dos bebedouros do colégio que pode ser utilizada para regar a nossa horta suspensa. A água que seria desperdiçada poderá ser armazenada em um recipiente e, no final do dia, recolhida para a reutilização”, explicou. 
A III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente é organizada pela Comissão Organizadora Estadual (COE/BA), formada por representantes da secretarias estaduais da Educação, do Meio Ambiente (Sema), de Comunicação Social (Secom), de Ciência Tecnologia e Inovação (Secti) e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Seccional Bahia (Undime/BA), além de universidades, movimentos, associações, conselhos e sindicatos.
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação