No primeiro trimestre, o Terminal Pesqueiro da Bahia Pesca em Sobradinho, no norte da Bahia, alcançou a marca de 462 toneladas de pescado beneficiados, número 57% maior que o obtido no mesmo período de 2017. Realizado por 20 mulheres da Cooperativa de Produção e Comercialização dos Derivados de Peixes de Sobradinho, o beneficiamento agrega valor ao produto da pesca que, ao invés de ser vendido ao natural, passa por um processo de refrigeração, evisceração e descamação para aumentar sua vida útil e realçar as partes nobres dos produtos. 
“As próprias pescadoras ficam com a renda obtida com o beneficiamento. Com muito trabalho duro, a cooperativa ganhou, entre janeiro e março, mais de R$ 46 mil, graças ao trabalho realizado no terminal, cedido a elas pela Bahia Pesca”, explica o presidente da empresa, Eduardo Rodrigues.
A estrutura beneficiou também cerca de 100 piscicultores do lago de Sobradinho, que utilizam os serviços do terminal. “O Terminal de Sobradinho atende toda a cadeia produtiva da pesca na região, sendo o suporte dos piscicultores, que deixam de tratar o pescado na beira do lago. Desta forma, o terminal aumenta a receita dos piscicultores, gera emprego para as pescadoras da cooperativa e diminui o impacto ambiental da atividade”, acrescenta o gestor.
Fonte: Ascom/Bahia Pesca