Os proponentes selecionados na primeira chamada do Edital de Mobilidade Artística e Cultural para execução de atividades em 2018 irão assinar Termo de Acordo de Compromisso (TAC) nesta sexta-feira (27), às 15h, na sede da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), localizada na Praça Thomé de Souza,  no Centro de Salvador. São realizadas até três chamadas por ano para a iniciativa.

O valor investido nesta chamada é de mais de R$ 250 mil, distribuídos entre projetos de Intercâmbio e Difusão, Residência Artística e Formação Cultural, para atividades que podem ocorrer fora do estado ou País. Foram aprovadas 11 propostas nas áreas de música, artes visuais e plásticas, teatro, dança, cinema, manifestações culturais tradicionais e circo. O valor limite de apoio por proposta é de até R$ 50 mil para as linhas de Intercâmbio e Difusão e até R$ 25 mil para projetos de Residência Artística e de Formação Artística e Cultural.

Para o superintendente de Promoção Cultural da Secult, Alexandre Simões, o edital se destaca por potencializar a fruição e o trânsito dos artistas, produtores e fazedores de cultura da Bahia. “É um edital que diretamente agrega a formação dos agentes culturais e contribui para que o celeiro cultural baiano, em suas diversas formas e segmentos, possam transitar pelo mundo”. Também potencializa que artistas, produtores e agentes culturais realizem diálogos interculturais a partir de ações, cursos ou atividades que aconteçam fora do estado e do Brasil.

Os critérios estabelecidos para a seleção das propostas consideraram os seguintes aspectos – Relevância da atividade a ser realizada; Adequação do projeto ao histórico de atuação do candidato; Relevância do evento ou da entidade parceira para a área cultural em que se insere; Contribuição do projeto para a difusão e valorização da produção cultural da Bahia; e Consonância com os objetivos de apoio à mobilidade.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)