O Núcleo de Extensão da Escola de Dança da Fundação Cultural (Funceb), unidade da Secretaria de Cultura do Estado, localizado no Teatro Solar da Boa Vista, no bairro do Engenho Velho de Brotas, recebe neste final de semana (28 e 29) a oficina ’Corpo incendiário – perspectivas feministas para movimentar’. Iniciativa integra o projeto de descentralização pedagógica em Dança do Centro de Formação em Artes.

As inscrições, gratuitas, devem ser feitas por mulheres entre 15 e 40 anos, sem experiência prévia específica com Dança, até o preenchimento das 20 vagas oferecidas. A oficina tem o propósito de experimentar a dança como ferramenta para o empoderamento corporal, na qual os alunos trabalharão movimentos de danças criativas, compartilhando experiências físicas e emocionais.

Oficina Dança
Foto: Thiago Cohen/Funceb

“A partir de vários exercícios psicofísicos de Dança Contemporânea, a ideia é que cada um explore. Esta oficina colabora com o autorreconhecimento da própria potência e força corporal de cada participante, deixando em evidência como o desejo, o imaginário e as utopias estão em nossos corpos”, afirma a facilitadora do curso, Nirlyn Seijas.

A oficina propõe quatro dias de aulas práticas, dividas em quatro sessões, com duração de três horas, cada, que contemplarão aquecimentos, treinamento e preparação da estrutura músculo-esquelética, jogos, dinâmicas, desafios de improvisação e exercícios mais aprofundados de criação e composição coletiva.

As aulas vão acontecer sábado e domingo, das 9 às 13h e das 14 às 18h. “Não basta apenas lutar contra o machismo, o patriarcado, a dominação, é necessário criarmos práticas concretas coletivas que nos deem referências sobre os corpos, as relações e os mundos em que queremos viver”, enfatiza Nirlyn Seijas.

Fonte: Ascom/Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb)