Os servidores do Estado de Sergipe puderam esclarecer dúvidas e conhecer de forma mais aprofundada as diretrizes do Projeto PrevNordeste-SE, que será implantado no âmbito do serviço público sergipano. O evento foi promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE), em parceria com o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Sergipe (SergipePrevidência). 
Palestrante do evento, o diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Estado da Bahia (PrevBahia), Jeremias Xavier de Moura, afirmou que o contexto previdenciário atual requer planejamento para evitar um cenário crítico no futuro, além de oferecer um benefício complementar à renda do servidor público que se tornar participante.
“Com a instituição do regime de previdência complementar, as aposentadorias e pensões ficam limitadas ao teto do INSS. Dessa forma, há um ganho em termos de previsibilidade na gestão previdenciária, uma vez que o Estado passa a ter uma visão de longo prazo de como vai se comportar a curva da previdência e seus compromissos futuros com os servidores”, explicou Jeremias Xavier. 
O evento, realizado na sede do TJSE, na última segunda-feira (9), também teve a presença do presidente do tribunal, Cesário Siqueira Neto, que abriu o encontro abordando a importância da instauração do Regime de Previdência Complementar no Estado de Sergipe.
A iniciativa faz parte de uma série de eventos promovidos pela Sergipeprevidência, autarquia responsável por administrar o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) de Sergipe, antes da implantação do Regime de Previdência Complementar no estado.
Fonte: Ascom/PrevBahia