Fazendo parte das ações do Projeto de Revitalização da Bacia do Rio Cachoeira, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) promoveu no município de ilhéus, a primeira Troca de Experiências de Restauração Produtiva. O Evento ocorreu na quinta-feira (22), no assentamento Frei Vantuy, com o intuito de compartilhar experiências de restauração realizada ao longo da Bacia, dialogar com os parceiros das áreas prioritárias de restauração e estabelecer um pacto de continuidade das ações de restauração e revitalização iniciadas no âmbito do projeto.

Para o titular da pasta, Geraldo Reis, o evento celebrou o êxito do Projeto Cachoeira e reuniu os parceiros que fazem com que o projeto tome continuidade na região.“A pauta de hoje é a entrega do Plano Estratégico e a meta de restaurar de 150 hectares em áreas prioritárias para conservação, entre outras ações do projeto. Aqui no assentamento, especificamente, foram 20 hectares restaurados. Temos que destacar também os 13.500 cadastros ambientais para cerca de 17 cidades. Sabemos da limitações diante das dimensões ambientais do estado, mas, o Projeto Cachoeira passa a ser uma importante experiência ambiental a ser replicado em municípios de outras regiões”, comentou Reis.

Conforme a coordenadora de Projetos de Biodiversidade e Florestas da Sema, Luciana Santa Rita, o evento foi elaborado para as lideranças de 10 assentamentos beneficiados pelo Projeto, entidades socioambientais e gestores públicos, com a proposta de apresentar diferentes experiências de restauração ao longo da Bacia do Rio Cachoeira e ainda perspectivas de ações nesse sentido. “A idéia surgiu a partir das diversas intervenções de mobilização realizadas na bacia do Rio Cachoeira, identificou-se a existência de possibilidades de uma articulação de ações existentes com atores em torno da temática da revitalização”, explicou.

Troca de experiências

De acordo com o professor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Daniel Piotto, como parceiro do Projeto Cachoeira, a UFSB tem a perspectiva de obter uma relação forte com os assentados e estabelecer que essas áreas demonstrativas possam ser replicadas em outros assentamentos e comunidades da Bacia do Rio cachoeira.

“A universidade iniciou na região a construção de um centro de referência em restauração florestal, que é uma parceria com o Governo da Bahia, para montar áreas demonstrativas restauração ecológica e produtiva e gerar tecnologias que estão relacionadas a questão florestal. A academia também está oferecendo aos assentados da região cursos de identificação de plantas, utilização de outros produtos florestais, além da madeira, e coletas de sementes”, finalizou o professor Daniel Piotto.

“O projeto do Rio Cachoeira e a troca de experiências de restauração produtiva, além de outras ações que a Sema realizou com a nossa comunidade, é tão importante para o nosso assentamento como para toda região de Ilhéus. Precisamos nós conscientizar que sem o reflorestamento nas margens do rio, com certeza, a água ficará cada vez mais escassa. Em nosso assentamento, as áreas comunitárias até a beira do rio, foram plantados cajueiro e jambo com mudas doadas pela BioFábrica. Então, a satisfação de troca de experiências ambiental foi muito bem aceita pela comunidade".

Projeto Cachoeira

O Projeto Cachoeira faz parte do Programa de Desenvolvimento Ambiental (PDA Bahia) e visa a recuperação e preservação da nascente e cursos d’água da Bacia do Rio Cachoeira, bem como o desenvolvimento de ações que promovam melhoria na qualidade dos corpos d’água. O projeto, que será concluído em março, realizou diagnóstico ambiental, cadastramento de propriedades de até quatro módulos fiscais no CEFIR, restauração produtiva de 150 hectares em áreas prioritárias para conservação e a elaboração do Plano de Revitalização da Bacia do Rio Cachoeira.

Além das previsões e recursos do BID estimados no investimento de em US$ 1.194.000, a Sema vem desenvolvendo ações de mobilização e sensibilização, desde o início do projeto, para apresentar as ações do Projeto Cachoeira e promover identificação e articulação de atores a fim de estabelecer pactuações importantes para a Revitalização do Rio Cachoeira.

Fonte: Ascom/Secretaria do Meio Ambiente (Sema)