Todo ano crianças e adolescentes acabam se perdendo dos pais ou responsáveis durante o Carnaval, afinal se trata de uma festa com milhares de pessoas circulando nas ruas. Mas, para evitar que isso aconteça, ou mesmo facilitar esse reencontro, existem alguns cuidados que podem ser tomados, como explica a delegada Ana Crícia Macedo, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

As pulseirinhas de identificação com nome, telefone e endereço são indispensáveis. “As pulseiras podem ser retiradas nos postos do Juizado de Menores ou do Conselho Tutelar, localizados nos circuitos, e devem ter dados dos responsáveis e das crianças”, explica a delegada. Caso a criança ou adolescente se perca, pais ou responsáveis devem procurar imediatamente um dos postos da Polícia Civil localizado nos circuitos da folia.

Para atender o público nesse período de grande demanda, a Dercca, localizada no bairro de Brotas, recebeu um reforço no efetivo e preparou um esquema especial de atendimento que vai das 19h da quinta (8) até as 8h da Quarta-Feira de Cinzas (14).