Desenvolvida pelo Governo do Estado, durante o Carnaval de Salvador, a Operação Carolina de Jesus, que oferece apoio a 1.500 catadores de latinhas, está sendo bem recebida pelos foliões. Muitos já aderiram ao uso das ventarolas do projeto para amenizar o calor e ressaltaram a importância da atividade dos catadores durante a festa, apesar de sofrerem ainda com uma certa invisibilidade.

“É um trabalho árduo e que ajuda a manter a cidade mais limpa durante o Carnaval”, enfatiza a soteropolitana Márcia Menezes, 40 anos, que estava aproveitando a folia no circuito Barra/Ondina. Acompanhada de amigos e familiares, a enfermeira Elaine Marjorie, 32, ressaltou a importância do apoio dado pelo poder público estadual aos catadores. “É uma iniciativa importante, porque eles faziam esse trabalho sem condições mínimas de dignidade e segurança e, hoje, podem contar com esse auxílio”.

Os trabalhadores contemplados pela Operação Carolina de Jesus receberam fardamento e equipamentos de proteção individual, e contam também com refeições diárias nas centrais de apoio localizadas na Ladeira da Montanha, Politeama, Barra, Ondina e Nordeste de Amaralina. Nesses locais, eles vendem o material coletado a preço justo.

A iniciativa é desenvolvida pelas secretarias estaduais do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e do Meio Ambiente (Sema).

Fonte: Ascom/Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre)