Quarenta pescadores da Colônia de Pesca Z1, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, serão capacitados pelo Programa Qualifica Bahia, no curso de Manipulação de Carnes e Derivados, que terá início em março. A ação foi anunciada nesta sexta-feira (26), durante a abertura da palestra sobre Acidentes e Doenças do Trabalho na Atividade de Pesca, realizado no Salão Paroquial da Igreja de Santana, com a participação de 30 pescadores e pescadoras. 
Na oportunidade, 30 kits de salvatagem (capa de chuva e colete salva-vidas) foram entregues aos participantes da palestra, além de linhas de nylon e anzóis, doados pela Bahia Pesca. Também foram realizados cadastrados no CadCidadão, sistema que registra a situação social e econômica dos profissionais e encaminha-os para programas sociais e de crédito dos governos federal e estadual. 
As atividades são resultado de termo de cooperação técnica firmado entre a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Secretaria da Agricultura (Seagri), por meio da Bahia Pesca. Presente na abertura da palestra, a secretária da Setre, Olívia Santana, ressaltou “que por mais experiente que o pescador seja, é sempre importante incorporar conhecimento e novos tecnologias a rotina de trabalho”.
Já o diretor-presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior, anunciou mais uma capacitação. “Nos próximos dias 29 e 30, os pescadores das Colônias de Itapuã e Rio Vermelho, respectivamente, serão beneficiados com o Curso de Atendimento ao Turista. Serão 40 pessoas atendidas nessa ação”, destacou. 
Fonte: Ascom/Bahia Pesca