Com o slogan ‘Pro Carnaval ser só alegria, só com muita solidariedade’, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado (Hemoba) lança campanha, na web e rádios de toda a Bahia, para a maior festa popular do Brasil. O objetivo é reforçar o estoque de bolsas de sangue e garantir o atendimento tranquilo e seguro das possíveis demandas emergenciais durante o período da folia.
A expectativa da Hemoba é atrair o maior número possível de pessoas para a doação de sangue antes do Carnaval começar. Durante todo o mês de fevereiro, a fundação fará campanhas de coletas externas, agendamento de grupos para doação, interação nas redes sociais e ações de entretenimento dentro do hemocentro coordenador. 
A diretora de hemoterapia da Hemoba, Iraildes Santana, reitera que pode existir um aumento da demanda de sangue durante as festas populares. Por esta razão, a fundação reforça a mobilização na capital e no interior. "A Hemoba atende todo o estado da Bahia. Com isso, nossa necessidade é grande. Porém, neste período, experimentamos uma redução nas doações porque as pessoas viajam, estão de férias. Dessa forma, intensificamos as ações com a finalidade de sensibilizar as pessoas", afirma.
Para descentralizar o atendimento e garantir o acesso dos voluntários aos locais de coleta, a Hemoba promove campanha com as unidades móveis de coleta (Hemóveis) nos principais centros comerciais da capital. Até a próxima sexta-feira (2), os Hemóveis permanecem na entrada principal do Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping. Cada unidade tem capacidade para receber até 120 candidatos por dia. Além de doar sangue, o voluntário pode realizar o cadastro no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). 
Neste sábado (3), o hemocentro coordenador, localizado na ladeira do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, e as unidades da Hemoba em Paulo Afonso e Itaberaba funcionam em horário estendido. O ‘Sabadão Solidário’ dá oportunidade aos interessados que têm dificuldades de comparecer durante a semana aos pontos de coleta.
Foto: Carol Garcia/GOVBA
O hemocentro coordenador fica localizado na ladeira do Hospital Geral do Estado (HGE)
(Foto: Carol Garcia/GOVBA)
Estoque
Historicamente, os bancos de sangue do país registram uma redução acentuada do número de bolsas coletadas no mês de janeiro. Esta redução está associada ao período de férias e festas, época em que as pessoas estão mais voltadas para o lazer.
Desde o início do ano, os estoques da Hemoba estão em níveis críticos. No momento, a fundação precisa com urgência de doadores de sangue do tipo A-, B-, O- e O+. Os estoques dos grupos A+, B+, AB+ e AB- estão estáveis. A instituição lembra que a posição do estoque é variável de acordo com os pedidos dos hospitais e unidades de saúde.
Requisitos 
Doar sangue é simples, rápido e seguro. O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação. O voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar bem alimentado e tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura. 
O doador também precisa ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal) e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional. Todo o material utilizado na coleta é descartável, o que elimina qualquer risco de contaminação para o voluntário. 
Para realizar o cadastro da medula óssea, o voluntário deve ter entre 18 e 55 anos, estar saudável, não tenha tido câncer e apresentar um documento de identificação oficial com foto. Para concluir a etapa, o doador preenche uma ficha com dados pessoais e é coletada uma amostra de 5ml de sangue. O voluntário pode realizar o cadastro em todas as unidades de coleta da Hemoba.
A Hemoba lembra que candidatos à doação de sangue que tenham sido vacinados recentemente contra febre amarela ficam inaptos por quatro semanas, a contar da data da vacinação.

Fonte: Ascom/Hemoba