Na manhã desta sexta-feira (26), na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Cia, da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), aconteceu o encerramento das aulas do curso de Pães Especiais, realizado em parceria com o Instituto Federal da Bahia (Ifba).

Os adolescentes, com idade a partir de 16 anos, que já participaram da Formação Inicial em Panificação, também em parceria com o Ifba, e da Oficina de Iniciação Profissional em Panificação, organizada pela Case Cia e pela Coordenação de Educação Profissional da Fundac, concluíram as 160 horas de especialização que restavam. Outros socioeducandos, que inicialmente não haviam sido contemplados pela iniciativa, também fizeram parte da qualificação em Pães Especiais.

Para Milene Teles, coordenadora pedagógica e de articulação da Case Cia, abrir o curso para os demais socioeducandos traz a oportunidade de qualificação que dificilmente eles terão fora da unidade. Segundo a coordenadora, “a inserção desses adolescentes no mercado de trabalho, chancelada por uma instituição com respeito social na Capital e no interior, como o Ifba, fará muita diferença no processo de ressocialização”. Milene ainda declara que, “existem muitos adolescentes do interior do estado, e que eles tanto poderão trabalhar por conta própria quanto em estabelecimentos onde são produzidos pães e seus derivados”.

Quem também comemora o bom aproveitamento no curso de qualificação é o gerente da Case Cia, Jurandir Moreira. “Não tivemos evasão, e dos 15 educandos que fizeram o curso, conseguimos formar 14, uma vez que um deles recebeu a liberação da medida socioeducativa de internação”. De acordo com o gerente da Case Cia, foi feito um acordo prévio com os alunos de que eles se comprometeriam com a assiduidade no curso, e eles cumpriram o combinado.

Parceria

O convênio Ifba e Fundac foi celebrado em dezembro de 2016, com duração inicial de 12 meses, já foi renovado até dezembro 2018 e vai continuar promovendo a iniciação profissional dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas.

Também estiveram presentes a instrutora de Panificação e Segurança do Trabalho, Jucymara Araújo, a supervisora de Educação Profissional da Fundac, Rosa Virgínia Myra,e toda a equipe do atendimento socioeducativo da Case Cia.


Fonte: Ascom/ Fundac