Como forma de reconhecimento ao trabalho de policiais, o Conselho Comunitário de Segurança do Rio Vermelho concedeu o título de amigos da entidade, durante evento promovido pela 12ª Companhia Independente da Polícia Militar, na Igreja de Santana. O coronel Francisco Kerjean, comandante do Policiamento Regional Atlântico, o delegado Antônio Fernando do Carmo e a cabo Evanira Santos foram alguns dos agraciados.
“Agradeço o título e aproveito para destacar a postura profissional diferenciada da tropa da 12ª CIPM, que vem dando resultados impactantes na diminuição dos índices de ocorrências”, disse Kerjean. Participaram ainda do evento o superintendente de Prevenção à Violência da Secretaria da Segurança Pública (SSP), coronel Lázaro Raimundo Monteiro, o presidente do Conselho Comunitário, Jorge Silva, e a secretária-geral da entidade, Eloysa Novaes, além de moradores locais.
Para o delegado Antônio Fernando, a comenda representa o êxito do trabalho em parceria com a 12ª CIPM. “Tenho 22 anos de polícia e nunca vi um conselho tão atuante como esse do Rio Vermelho, que procura melhorias, seja na área da segurança ou social. Então, é uma premiação que vem coroar esse trabalho realizado durante o ano”, afirmou Fernando.
Segundo a major Maria Cleide Milanezi, comandante da 12ª CIPM, a integração com a Polícia Civil e o Conselho Comunitário faz a diferença. “É uma troca constante de informações e, todo mês, nos reunimos”, lembra Milanezi.
Polícia e Comunidade
O Conselho Comunitário de Segurança do Rio Vermelho é formado por moradores, comerciantes e pelos representantes da Polícia Militar, a major Milanezi e o delegado Antônio Fernando. É um grupo de pessoas que se reúnem para discutir, planejar, analisar e acompanhar as soluções de seus problemas, o qual se reflete na segurança pública. É também um meio de estreitar a relação entre comunidade e polícia. 
Fonte: Ascom/SSP