Além de um espaço voltado para a prática de esportes, lazer e convivência, a Praça da Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, passa a abrigar uma galeria de grafite. A intervenção artística integra o projeto de requalificação que a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) executa no local, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade e contribuir para a redução da violência.
As intervenções são assinadas pelos artistas Denis Sena, Bigu, Maninho, Pinel e Mônica Reis. Os dois últimos são também moradores da comunidade de Fazenda Grande do Retiro. Os trabalhos para composição dos murais foram iniciados na última terça-feira (26). “Esta ação é um diálogo com os jovens e também com o poder público, que valoriza o que fazemos e reconhece a importância e o alcance do que queremos mostrar. O nosso trabalho busca a ressignificação do espaço público”, destaca o grafiteiro Denis Sena.
O projeto de transformar em uma galeria a céu aberto todo o muro que delimita o espaço da praça e as paredes do galpão cultural foi precedida pela realização de workshops com os alunos das Escolas Estaduais Bento Gonçalves, 2 de Julho e Dom Avelar, localizadas no entorno da praça.
“O grafite é uma forma de interação e valorização das linguagens que o jovem entende. Quando eles participam, há uma integração maior e isso ajuda na preservação do espaço público. As discussões nas salas de aula tiveram o objetivo de integrar os jovens da comunidade na construção dos painéis”, explica Mônica Reis.
Com as obras de requalificação, a Praça da Fazenda Grande do Retiro passou a ter pista de skate, duas quadras esportivas (uma coberta), um galpão cultural, playground infantil, equipamentos de ginástica, área de convivência e paisagismo.
Fonte: Ascom/Conder