Reunidos na sede da Secretaria do Turismo da Bahia, dirigentes de entidades agropecuárias e o titular da Setur, secretário José Alves, chegaram a consenso, quanto aos procedimentos que serão adotados, em conjunto, para o avanço do projeto de estruturação do novo Centro de Convenções. A proposta prevê utilização de uma área do Parque de Exposições, na Avenida Paralela, em Salvador.

O secretário José Alves iniciou o encontro, na sexta-feira (15), na sede da Setur, reafirmando o compromisso do governo estadual com o fortalecimento das atividades agropecuárias no estado. Ele observou que este compromisso já consta em ata da reunião do Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas, realizada no dia 28 de agosto último, pelo vice-governador João Leão.

Considerando que o Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador possui área de 450 mil metros quadrados, José Alves explicou que a ideia é utilizar cerca de 230 mil para erguer o novo Centro de Convenções associado a um complexo empresarial que dará sustentabilidade ao empreendimento. Desta forma, o parque passará por um redesenho e terá sua finalidade original preservada.

O secretário propôs, então, que as entidades constituam uma comissão para acompanhar este trabalho mais de perto, a fim de participar de todo o processo até a definição do projeto executivo. Os líderes das entidades acolheram a proposta e comprometeram-se a definir os integrantes da comissão já durante a próxima semana.
Participaram da reunião os dirigentes da Associação Baiana dos Criadores de Nelore; da Associação de Criadores do Cavalo Campolina; Associação Baiana dos Criadores de Girolando; Associação Baiana do Mangalarga Marchador; Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos; Associação Baiana dos Criadores do Gir Leiteiro e Instituto Baiano de Criadores de Mangalarga.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)