O Programa de Formação em Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Formar), realizado pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), oferece em outubro, os cursos de Licenciamento e Fiscalização Ambiental e Gestão Pública das Águas para Membros de Comitês de Bacias Hidrográficas de Rio de Contas. A iniciativa tem como objetivo apresentar análise das políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos e seus instrumentos de gestão. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do site da Sema.

No período de 03 a 06 de outubro, acontece o curso Licenciamento e Fiscalização Ambiental, no centro da cidade de Valença. O foco da atividade é proporcionar para os agentes públicos, gestores e técnicos do Território de Identidade do Baixo Sul, conhecimentos necessários a esses profissionais que atuam nos órgãos integrantes do Sistema Estadual do Meio Ambiente – Sisema, possibilitando uma melhor compreensão dos instrumentos de Regulação Ambiental no Estado da Bahia.

Já o curso de Gestão Pública das Águas para Membros de Comitês de Bacias será ministrado na câmara de vereadores do município de Ubaitaba, no dia 20. O objetivo é apresentar aos participantes uma análise das políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos e seus instrumentos de gestão para se compreender sua relevância e aplicabilidade, para participação na gestão integrada de recursos hídricos, na definição de políticas públicas e na execução de projetos de base local. A ação é voltada para servidores da Sema e Inema, além de membros do Comitê do Rio das Contas.


Programa Formar

O Programa tem como objetivo estruturar as ações de desenvolvimento de pessoas que atuam na área ambiental em sintonia com as demandas do Sistema Estadual do Meio Ambiente (Sisema) e do Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Segreh), potencializando recursos e esforços.

O Programa também investe em processos de aprimoramento da gestão pública, dentre os quais, processos educativos, no intuito de criar as condições indispensáveis para o alcance da eficiência na implantação e execução de políticas públicas voltadas para gestão ambiental, além de cooperação para responder, com efetividade, às demandas da sociedade baiana.