Representando o governador Rui Costa, que realiza missão internacional em busca de investimentos para a Bahia, o vice-governador do Estado, João Leão, participou de uma sessão especial no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta sexta-feira (1º), quando foi concedido ao arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, o título de Cidadão Baiano. 
Para Leão, o ato é um reconhecimento pelas relevantes contribuições de Krieger para a sociedade. “É muito merecido. Dom Krieger veio do sul do país e se identificou com a Bahia desde o início. Lutou pela reforma das igrejas, acolheu famílias em situação de risco e foi importante na intermediação de momentos de tensão, como as greves da Polícia Militar em 2012 e 2014”, afirmou Leão.  
O arcebispo comentou que a homenagem é importante para que ele se empenhe ainda mais em contribuir com a sociedade. “Não nasci aqui, não como sempre acarajé e nunca corri atrás de um trio elétrico, mas sou baiano há tempos. A Bahia me abraçou e eu abracei a Bahia. Mas essa homenagem me incentiva em dar mais de mim”, ressaltou Krieger. 
Nascido em Brusque, em Santa Catarina, Dom Murilo Krieger tomou posse como arcebispo de Salvador no dia 25 de março de 2011. Desde então, tem desempenhado uma importante missão junto à Igreja e com a sociedade em geral. Em seis anos, Dom Murilo intercedeu pela restauração de templos religiosos, como a matriz da paróquia Santíssimo Sacramento e Sant’Ana, em Nazaré, e a igreja de São Domingos, no Terreiro de Jesus, ambas entregues recentemente. 
Também intercedeu pela Catedral Basílica, também no Terreiro de Jesus; Igreja Santíssimo Sacramento do Paço, no Pelourinho; e o Palácio Arquiepiscopal, localizado na Praça da Sé, que abrigará o Centro de Referência História da Igreja Católica no Brasil. Além disso, Kriger foi inúmeras vezes ao encontro dos mais necessitados, fazendo o que lhe é próprio da missão. 
Repórter: Leonardo Martins