Dando continuidade à série de apresentações itinerantes, o grupo TCA Instrumental leva pela primeira vez o projeto “Segundas Concertantes” à Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), no Pelourinho, na segunda-feira (25), das 14h às 15h. O evento é aberto ao público, com entrada franca.

A execução do repertório é feita com mediação dos próprios músicos de orquestra, que falam do contexto de criação das obras, sua localização na história da música, sua importância criativa, além da descrição dos naipes e instrumentos. A iniciativa também se compromete a ocupar espaços alternativos às salas de teatro ou de concerto, no intuito de alcançar novas plateias e ir ao encontro das pessoas de forma próxima e acolhedora.

O TCA Instrumental é formado por sete músicos contratados pela Funceb em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA): Ana Zanata (violino), Diogo Pimentel (violino), Daniel Aly (violino), Antônio Amorim (violino), Rodolfo Lima (contrabaixo), Sandra Romero (oboé) e Stephan Sanches (trombone). Conta com participação de Jean Marques (fagote), membro da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba).

O programa abrange a descrição e a execução de peças de grandes compositores característicos dos cinco períodos históricos em que a música ocidental se desenvolveu e expandiu por todo o mundo: Barroco, Clássico, Romântico, Moderno e Contemporâneo, incluindo a música brasileira. Obras de mestres como Bach, Mozart, Tchaikovsky, Beethoven, Brahms, Stravinsky e os brasileiros Villa-Lobos e Luiz Gonzaga estão no repertório das apresentações continuadas.

Além do Foyer do Teatro Castro Alves, o “Segundas Concertantes” já foi apresentado na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Centro de Formação em Artes (CFA).


Fonte: Ascom/ Teatro Castro Alves