O programa Design Dialógico continua sua itinerância pela Bahia e cumpre a terceira etapa no Litoral Sul, elegendo a Vila de Serra Grande para basear as novas ações de qualificação e fortalecimento de projetos. As atividades da inauguração do Museu Aberto de Serra Grande começam às 17h30 de sábado (9), na Praça Central do município. Na data será realizado o desfile da coleção Povos da Floresta, criada pela estilista Marcia Ganem junto a artesãos de Serra Grande, e também o lançamento da Revista LiGente.

O evento é uma realização do Programa Design Dialógico: uma Estratégia para a Gestão Criativa de Território, em parceria com o Conselho Gestor da APA da Costa de Itacaré/Serra Grande, e conta com o apoio financeiro do Governo, com recursos do Fundo de Cultura, através das secretarias da Fazenda e de Cultura do Estado da Bahia.

“Foram quatro meses de trabalho, passando por várias fases, desde cursos, encontros, coaching, para agora concretizarmos os projetos”, comenta Márcia Ganem, mentora do Design Dialógico- uma Estratégia para a Gestão Criativa de Território, baseado no programa capitaneado pelo Instituto de Design e Inovação – INDI. “Buscamos ouvir e contribuir na qualificação de ideias e projetos vindos da comunidade, fortalecendo soluções para os problemas que se apresentam nas comunidades”, explica.

Museu Aberto

A ideia se fundamenta na construção participativa, envolvendo a cidade no processo de rememorar e disseminar a sua história. Seguindo este conceito, o Museu foi implantado na praça central de Serra Grande e será inaugurado com a exposição fotográfica “Minha Essência”, que conta a história da vila desde a abordagem sobre a Mata Atlântica e os povos originários, até os seus fundadores, na década de 40, através das fotografias de Luís Pereira, com curadoria de Renata Damasceno. “A abertura do campo de atuação do museu tem grande relevância nos projetos apoiados pelo Design Dialógico, que incentiva a utilização destes espaços pelas comunidades tradicionais para que estas entendam melhor, contem suas histórias e fortaleçam essa identidade como referência para um modelo de desenvolvimento humano, baseado na cultura e turismo”, explica Márcia.

Programa Design Dialógico

O Design Dialógico é um programa integrado de qualificação em cultura lançado em janeiro, que tem como proposta potencializar projetos voltados para o desenvolvimento sustentável de cinco territórios na Bahia – a Região Metropolitana de Salvador, onde foram trabalhadas a Ilha de Itaparica e a cidade de Salvador; Baixo Sul, em Valença; Litoral Sul, em Serra Grande; Saubara e Chapada Diamantina, com base na identidade cultural de cada um deles. O objetivo maior é mapear, capacitar e valorizar as iniciativas culturais dos territórios que demonstrem potencial de ativação da economia criativa.

Fonte: Ascom/Secult