Resultado de convênio firmado entre a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e a Associação Voluntários para o Serviço Internacional Brasil (AVSI Brasil) para formação profissional, o Projeto Semente de Ciência certificou 280 jovens do Subúrbio Ferroviário de Salvador, na tarde desta segunda-feira (4), em cursos de elétrica, auxiliar administrativo, help desk e construção civil. A cerimônia incluiu também a aula inaugural das novas turmas. 
"Eu aprendi muita coisa. Entrei totalmente leigo e saí totalmente capaz de executar qualquer projeto elétrico", afirmou Leonardo Santos, 19 anos, que já havia feito o curso de help desk e, após a certificação, conseguiu um emprego com suporte técnico. Já Gildália Ferreira, 22, concluiu os cursos de elétrica e construção civil. "Não vemos muitas mulheres na construção civil, então, com essa certificação, é muito bom e nos dá um diferencial", destacou. 
Gratuitos e com duração de cinco meses, os cursos são direcionados a jovens de 16 a 24 anos, comprovadamente carentes. Além da formação técnica e básica, os alunos recebem fardamento, lanche, material didático e o certificado de conclusão. Eles ainda participam de uma seleção interna para encaminhamento ao mercado de trabalho.
"Se hoje estou aqui, como secretário de Estado, é por conta da educação. Mas isso precisa estar aliado à motivação e vontade de vencer desafios. E vocês estão nesse caminho", afirmou o secretário da SJDHDS, Carlos Martins, que ministrou a aula inaugural. "Só tem sentido ser secretário se estivermos olhando para aqueles que mais precisam. Esses cursos diferem vocês pela oportunidade. E vocês podem ser a grande diferença da nossa sociedade. Acreditem em cada um de vocês! Disciplina, seriedade, esforço e força de vontade; tenho certeza de que vocês sabem fazer isso". 
Semente de Ciência
Nos últimos quatro anos, o Semente de Ciência atendeu, diretamente, mais de 6 mil jovens – outros 19 mil foram indiretamente beneficiados. O projeto também atendeu mais de 4,8 mil crianças e adolescentes com ações itinerantes, em Salvador e interior do estado, como a instalação do Trailer de Ciência e a realização de visitas ao Centro de Difusão da Ciência, em Plataforma. Também são promovidas atividades artísticas, esportivas e de lazer. Mais informações estão disponíveis no site da SJDHDS
Fonte: Ascom/SJDHDS