O Centro Tecnológico da Agropecuária da Bahia (Cetab), por meio do Laboratório de Sanidade Animal (Ladesa), foi credenciado, pioneiramente no Norte/Nordeste, a realizar o diagnóstico laboratorial para Mormo, doença infecto-contagiosa, que acomete principalmente equídeos (equino, asinino e muar) e pode também ser contraída por outros animais como o cão, gato, bode e até o homem.

A doença, também conhecida ainda como ‘lamparão’ tem como agente causador a bactéria da espécie Burkholderia mallei, causadora de graves problemas respiratórios, levando a morte, além de representar um grande risco para outros animais que convivem no mesmo espaço ou região.

Os exames realizados agora pelo laboratório pertencente à Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), deve agilizar a liberação de laudos negativos para os criadores de animais que vão participar de eventos fora do estado. Entre as agências estaduais, o Ladesa é o primeiro do Norte/Nordeste a ter esse credenciamento e o quinto em todo o País.

A Adab tem realizado várias ações de vigilância e fiscalização em propriedades rurais de diversos municípios baianos, em defesa sanitária animal. O Cetab já é acreditada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) pela ISO 17.025/2005 para as enfermidades Anemia Infecciosa Equina, Brucelose Bovina. Entretanto, só possuía credenciamento pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para realizar o diagnóstico de Anemia Infecciosa Equina.

Com esse novo credenciamento, o Cetab abre mais um caminho no processo de exames dos animais, para deixar o estado na zona livre da doença. Entre as agências estaduais de Defesa Agropecuária, o Laboratório de Sanidade Animal da Adab é o primeiro do Norte/Nordeste a ter esse credenciamento e o quinto em todo o País.

Fonte: Ascom/Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri)