A programação da Festa da Boa Morte, que acontece em Cachoeira, no Recôncavo Baiano, tem seu ponto alto nesta terça-feira (15), quando se comemora a Assunção de Nossa Senhora. Considerada Patrimônio Imaterial da Bahia desde 2010, a celebração da Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte destaca-se como uma das mais importantes do calendário religioso do Estado, o que garante intenso fluxo turístico para o município, a 110 quilômetros de Salvador.

Os festejos da Boa Morte atraem muitos olhares porque contam a história de mulheres negras que conquistaram espaço na sociedade e decidiram se unir para comprar a liberdade daqueles que ainda eram mantidos no modelo escravagista. Com força, perseverança e fé, elas criaram a Irmandade da Nossa Senhora da Boa Morte, confraria religiosa afro-católica responsável pela alforria de inúmeros escravos.

“Os festejos, realizados anualmente desde o século XIX, celebram a conquista da liberdade por homens e mulheres beneficiados pelo árduo trabalho da Irmandade. Dada sua importância histórica, despertam o interesse de turistas estrangeiros (norte-americanos, europeus e africanos), centenas de jornalistas, operadores e agentes de viagens, lotando hotéis, pousadas, restaurantes e bares”, afirma o secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

As secretarias do Turismo (Setur) e da Cultura (Secult) da Bahia apoiam a realização do evento e comemoram o êxito da iniciativa. Segundo Jomar Lima, da Irmandade da Boa Morte, a expectativa é que o número de visitantes seja maior do que o registrado no ano passado, chegando a mais de 30 mil pessoas. Para ele, o apoio das secretarias foi fundamental e ajudou na divulgação da festa.

Este ano, a maior parte dos hotéis e pousadas de Cachoeira já está com 100% de ocupação para os dias do evento, e os turistas devem ficar em Cachoeira até o sábado (18), para conhecer a cidade e seus pontos turísticos.

Nesta segunda-feira (14), às 19h, será celebrada uma missa na Capela de Nossa Senhora da Boa Morte, seguida por procissão na qual as senhoras negras da irmandade levam a imagem da santa às principais ruas da cidade. Na terça (15), a programação inclui alvorada, missa solene na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, às 10h, e procissão. A festa segue com samba de roda no Largo D’Ajuda, ao meio-dia e às 16h. Na quarta (16), um saboroso cozido será servido ao som de samba de roda, às 18h, também no Largo D’Ajuda, enquanto que na quinta-feira (17) a festa será encerrada com a oferta de caruru e mais samba, às 18h.


Fonte: Ascom/ Secretaria de Turismo do Estado (Setur)