O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, se reuniu com a bancada federal, em Brasília, para discutir a aplicação de cerca de R$ 200 milhões . A origem dos recursos são as emendas individuais e da bancada de deputados federais e senadores baianos entre os anos de 2011 e 2017.

O encontro aconteceu na quarta-feira (23) e, de acordo Vilas-Boas, "foi estabelecido um cronograma para licitação de todo o estoque de emendas até dezembro de 2017, com entregas até maio de 2018, bem como um relatório do que foi executado até o momento".

Cada um dos 42 congressistas baianos têm, individualmente, R$ 7,2 milhões em emendas impositivas para a saúde. As emendas de bancadas estaduais e de comissões são de maior valor, mas têm dinâmicas diferentes. Nos estados, as emendas geralmente destinam-se a grandes obras. Já as comissões desenvolvem um diálogo com os ministérios de seu tema e fazem emendas direcionadas para fortalecer cada pasta.

Fonte: Ascom/Secretaria da Saúde do Estado (Sesab)